Exames

A  B  C  D  E  F  G   H   I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

HAEMLATX - LATEX PARA HAEMOPHILUS

PRAZO: 7.00
SETOR: BACTERIOLOGIA METODO: AGLUTINACAO EM LATEX PREPARO: JNO MATERIAL: LÍQUIDOS CORPORAIS EM GERAL RECIPIENTE: FRASCO ESTERIL VOLUME RECOMENDÁVEL : 0,8 ML.
INSTRUÇÕES A COLETA E UM PROCEDIMENTO MEDICO.
O MATERIAL JA DEVE VIR CONSERVAÇÃO: EM TEMPERATURA AMBIENTE, ENVIAR EM ATE 6 HORAS APOS A COLETA.
APLICAÇAO CLINICA: ESTE METODO DETECTA ANTIGENOS BACTERIANOS (HAEMOPHILUS INFLUENZAE TIPO B, STREPTOCOCCUS PNEUMONIAE, NEISSERIA MENINGITIDIS GRUPO C, NEISSERIA MENINGITIDIS GRUPO B E ESCHERICHIA COLI K1) NO LIQUOR, PERMITINDO DIAGNOSTICO RAPIDO DE MENINGITES.
ENTRETANTO, NAO SUBSTITUI O GRAM E A CULTURA.
O DIAGNOSTICO CONFIRMATORIO DE INFECCOES BACTERIANAS NO LIQUOR SOMENTE E POSSIVEL COM O ISOLAMENTO EM CULTURA.
RESULTADOS FALSO-NEGATIVOS PODEM OCORRER, POIS A CONCENTRACAO DOS ANTIGENOS DEPENDE DO NUMERO DE BACTERIAS, DURACAO DA INFECCAO E PRESENCA OU AUSENCIA DE ANTICORPOS ESPECIFICOS.
RESULTADOS NEGATIVOS SAO DESCRITOS NO INICIO DO QUADRO INFECCIOSO.
A SENSIBILIDADE DOS TESTES DE DETECCAO DE ANTIGENOS BACTERIANOS VARIA DE 55% A 100%.
OCASIONALMENTE, ESTE METODO PODE SER APLICADO A OUTROS LIQUIDOS CORPORAIS.
TRANSPORTE: SOB REFRIGERACAO

HAIC - CHAGAS ANTICORPOS IGG - HEMAGLUTINACAO (HA)

PRAZO: 5.00
SETOR : TERCEIRIZADO METODO : HEMAGLUTINAÇÃO PREPARO : JEJUM OBRIGATÓRIO DE 4 HS MATERIAL : SORO RECIPIENTE: TUBO SORO GEL VOLUME : MINIMO 1,0 mL DE SORO CONSERVACAO: REFRIGERADO: 2 DIAS E CONGELADO: 2 MESES TRANSPORTE : REFRIGERADO REJEIÇÃO: AMOSTRA INSUFICIENTE, CONSERVAÇÃO INADEQUADA

HALOPERI - HALOPERIDOL

PRAZO: 8.00
SETOR: TERCERIZADO METODO: CROMATOGRAFIA LÍQUIDA DE ALTA PERFORMANCE PREPARO: COLETAR SANGUE SEM ANTICOAGULANTE.
ESPERAR RETRAIR O COÁGULO, CENTRIFUGAR, SEPARAR O SORO E ENVIAR REFRIGERADO MATERIAL: SORO RECIPIENTE: TUBO SORO COMUM (TUBO TAMPA VERMELHA) VOLUME: 5 ML CONSERVACAO: REFRIGERADO TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEICAO: AMOSTRA INSUFICIENTE OU EM TEMPERATURA AMBIENTE

HAM - TESTE DE HAM

PRAZO: 10.00
SETOR : TERCEIRIZADO METODO : HEMOLISE EM PH ACIDO PREPARO : JEJUM OBRIGATORIO DE 8 HORAS MATERIAL : SORO RECEPIENTE : TUBO SORO GEL, CITRATO/ EDTA/OXALATO/HEPARINA/ VOLUME :10,0 ML CONSEVAÇÃO : REFRIGERADO TRANSPORTE : REFRIGERADO REJEIÇÃO :AMOSTRA COAGULADA,HEMOLISE,CONSERVACAO E TRANSPORTE INADEQUADO - CONTAMINAÇÃO MICROBIANA.
- AMOSTRA COLHIDA COM GEL SEPARADOR.
- AMOSTRA REPETIDAMENTE CONGELADA E DESCONGELADA.
- AMOSTRA SUBEMTIDA A TEMPERATURA ELEVADA.


HANTA - ANTICORPOS ANTI HANTAVIRUS IGG E IGM

PRAZO: 17.00


HAPTO - HAPTOGLOBINA

PRAZO: 5.00
SETOR: TERCERIZADO METODO: NEFELOMETRIA PREPARO : JEJUM DE 4HS MATERIAL : SORO RECIPIENTE : TUBO SORO GEL VOLUME : 1 mL CONSERVAÇÃO : REFRIGERADO TRANSPORTE : REFRIGERADO REJEIÇÃO : HEMÓLISE, ESTERÓIDES ANABÓLICOS E ESTRÓGENOS ALTERAM RESULTADO DO EXAME.


HAS - ROTINA HIPERTENSÃO

PRAZO: 0.00


HAVTOTAL - HAV TOTAL ANTICORPOS ANTI

PRAZO: 8.00
SETOR: METODO: PREPARO: MATERIAL: RECIPIENTE: VOLUME: CONSERVACAO: TRANSPORTE: REJEICAO:

HB - HEMOGLOBINA

PRAZO: 1.00
MÉTODO : COLORIMETRIA PREPARO : JEJUM DESEJÁVEL DE 4 HORAS MATERIAL : SANGUE TOTAL EM EDTA.
RECIPIENTE : TUBO COM EDTA (TAMPA ROXA).
VOL.
MINIMO : 3,0 mL.
INTERF.
: HEMÓLISE, AMOSTRA COAGULADA CONSERV.
: ATÉ 24 HORAS EM TEMP.
AMBIENTE ATÉ 72 HORAS REFRIGERADO TRANSPORTE : TEMPERATURA AMBIENTE APL.
CLINICA: INVESTIGAÇÃO E ACOMPANHAMENTO DAS ANEMIAS E POLICITEMIAS.


HBA1C - GLICOHEMOGLOBINA HBA1C - SANGUE

PRAZO: 7.00
SETOR:.
BIOQUIMICA SINONIMIA:.
GLICOHEMOGLOBINA / HEMOGLOBINA GLICOSILADA/ HEMOGLOBINA A1c/ MÉTODO:.
IMUNOTURBIDIMETRIA PREPARO:.
.
JEJUM NÃO OBRIGATÓRIO MATERIAL:.
.
SANGUE TOTAL (EDTA) RECIPIENTE:.
.
TUBO COM EDTA TRANSPORTE:.
.
REFRIGERADO REJEIÇÃO:.
.
HEMOLISE REFERÊNCIA: 4,0 A 7,0% ( NORMAL, BOM CONTROLE DOS NIVEIS GLICÊMICOS) 7,0 8,5% ( TRATAMENTO INADEQUADO DA DIABETES) > 8,5% ( HIPERGLICEMIA PERSISTENTE, DIABETES DESCONTROLADA) APLICAÇÃO CLÍNICA: A MEDIDA DA GLICOHEMOGLOBINA É A MAIS IMPORTANTE FERRAMENTA PARA A MONITORAÇÃO DO PACIENTE DIABÉTICO, NÃO DEVE, ENTRETANTO, SER USADA PARA DIAGNÓSTICO DO DIABETES MELLITUS.
A GLICOHEMOGLOBINA É FORMADA EM DUAS ETAPAS.
O PRIMEIRO PASSO É A FORMAÇÃO DE UMA ALDIMINA INSTÁVEL (HBA1C LABIL OU PRÉ-HBA1C).
DURANTE A CIRCULAÇÃO DO ERITRÓCITO, ESSA É CONVERTIDA EM UMA FORMA CETOAMINA ESTÁVEL (HBA1C).
A TAXA DE PRODUÇÃO É DEPENDENTE DO NÍVEL DE GLICOSE SANGUÍNEA E DA VIDA MÉDIA DAS HEMACIAS (TIPICAMENTE 120 DIAS).
DESSA FORMA, REFLETE OS VALORES INTEGRADOS DA GLICOSE CORRESPONDENTES AS ULTIMAS 6 A 8 SEMANAS.


HBA2 - HEMOGLOBINA A2

PRAZO: 7.00
NOME DO EXAME: HEMOGLOBINA A2 SETOR : TERCEIRIZADO SINONÍMIA: HB A2 MÉTODO : CAPTURA IÔNICA - ELETROFORESE PREPARO: JEJUM DE 4 HORAS MATERIAL: SANGUE TOTAL EM EDTA.
RECIPIENTE: TUBO COM EDTA (TAMPA ROXA).
VOLUME : 5,0 mL.
CONSERVAÇÃO : SOB REFRIGERAÇÃO DE 2° A 8°C.
TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEIÇAO: TRANSPORTE E CONSERVAÇÃO INADEQUADO.


HBC - HBC IGG, ANTIC ANTI

PRAZO: 7.00
SETOR:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
TERCERIZADO SINONÍMIA:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
ANTI CORE TOTAL, HEPATITE B, ANTICORPOS TOTAIS CONTRA O CORE.
MÉTODO:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
ELETROQUIMIOLUMINESCENCIA PREPARO:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
JEJUM NÃO OBRIGATÓRIO MATERIAL:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
SANGUE (SORO) RECIPIENTE:.
.
.
.
.
.
.
.
TUBO COM GEL.
VOLUME:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
1,0 mL CONSERVAÇÃO:.
.
.
ATÉ 5 DIAS REFRIGERADO TRANSPORTE:.
.
.
.
.
REFRIGERADO REJEIÇÃO:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
HEMOLISE INTENSA, CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO

HBCM - HBC IGM, ANTIC ANTI

PRAZO: 7.00
SETOR:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
TERCERIZADO SINONIMIA:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
INCLUI-SE NA SOROLOGIA PARA HEPATITE B METODO:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
ELETROQUIMIOLUMINESCENCIA PREPARO:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
JEJUM NÃO OBRIGATÓRIO MATERIAL:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
SANGUE ( SORO ) RECIPIENTE:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
TUBO COM GEL VOLUME:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
MINIMO 1,0 mL CONSERVACAO:.
.
.
.
.
.
REFRIGERADO: 6 DIAS E CONGELADO: 3 MESES TRANSPORTE:.
.
.
.
.
.
.
.
REFRIGERADO INTERFERENTES:.
.
.
LIPEMIA E HEMOLISE ACENTUADA

HBCTOTAL - HBC TOTAL ANTICORPOS ANTI

PRAZO: 7.00
SETOR: TERCERIZADO METODO: ELETROQUIMIOLUMINESCÊNCIA PREPARO: JEJUM DE 4 HS MATERIAL: SORO RECIPIENTE: TUBO SORO VOLUME: 1 ML CONSERVACAO: SOB REFRIGERAÇÃO TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEICAO: AMOSTRA INSUFICIENTE OU EM TEMPERATURA AMBIENTE

HBE - HEPATITE B - ANTI HBE - ANTICORPOS ANTI

PRAZO: 7.00
SETOR : TERCEIRIZADO SINONIMIA: INCLUI-SE NA SOROLOGIA DA HEPATITE B/PESQUISA DE ANTICORPOS ANTI Hbe/ ANTICORPO ANTI HBe METODO : ELETROQUIMIOLUMINESCENCIA PREPARO : JEJUM NÃO OBRIGATÓRIO MATERIAL : SANGUE (SORO).
RECIPIENTE: TUBO COM GEL VOLUME : MINIMO 1,0 mL.
CONSERVACAO: REFRIGERADO: 5 DIAS ENTRE 2 A 8° CONGELADO: 3 MESES TRANSPORTE : REFRIGERADO REJEICAO : AMOSTRA MUITO LIPEMICA OU HEMOLISADA CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO.


HBFET - HEMOGLOBINA FETAL

PRAZO: 7.00
NOME DO EXAME: HEMOGLOBINA FETAL.
SETOR : TERCEIRIZADO PREPARO : JEJUM DE 4 HORAS METODO : CROMATOGRAFIA LIQUIDA DE ALTA PERFORMACE - HPLC MATERIAL : SANGUE TOTAL COM EDTA RECIPIENTE: TUBO COM EDTA (TAMPA ROXA).
VOLUME : 5,0 mL.
CONSERV.
: ATÉ 24 HORAS EM TEMPERATURA AMBIENTE.
ATÉ 72 REFRIGERADO.
OBSERVACAO: DADOS CLINICOS SAO IMPORTANTES.
V.
REFERENCIA: ATÉ 2,0 % APLIC.
CLINICA: A HBF É FORMADA POR DUAS CADEIAS TIPO ALFA E DUAS TIPO GAMA.
NORMALMENTE O VALOR DA HBF PARA CRIANÇAS NO PRIMEIRO MÊS DE VIDA É DE 40 A 90%.
ESTE VALOR DECRESCE GRADATIVAMENTE ATINGIDO O VALOR NORMAL DE ADULTO APROXIMADAMENTE NO 5º MÊS DE VIDA.
SUA DETERMINAÇÃO ESTÁ INDICADA NO DIAGNÓSTICO DAS BETA-TALASSEMIAS (MINOR, INTERMEDIÁRIA E MAJOR) QUANDO SERÃO ENCONTRADOS VALORES AUMENTADOS DE HBF.
TAMBÉM SE PRESTA PARA O DIAGNÓSTICO DA PERSISTÊNCIA HEREDITÁRIA DE HEMOGLOBINA FETAL.
TAXAS ALTAS DE HBF PODEM SER ENCONTRADAS EM ALGUNS CASOS DE ESFEROCITOSE HEREDITÁRIA, ANEMIA FALCIFORME, LEUCEMIAS AGUDAS E CRÔNICAS.


HBSLR - HBS- ANTICORPOS ANTI

PRAZO: 7.00
SETOR : TERCERIZADO SINONIMIA: INCLUI-SE NA SOROLOGIA DA HEPATITE B METODO : ELETROQUIMIOLUMINESCENCIA PREPARO : JEJUM NÃO OBRIGATORIO MATERIAL : SANGUE (SORO) RECIPIENTE: TUBO COM GEL (TAMPA AMARELA) VOLUME : MINIMO 1,0 ML CONSERVACAO: REFRIGERADO: 6 DIAS E CONGELADO: 3 MESES TRANSPORTE : REFRIGERADO OBSERVACAO : INFORMAR SOBRE VACINACAO HEPATITE B REJEICAO : LIPEMIA OU HEMOLISE INTENSA, CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO .


HCGTIRAS - HCG BIOQUIMICA - SUB-UNIDADE BETA - SANGUE

PRAZO: 3.00
SETOR : TERCEIRIZADO METODO : QUIMIOLUMINESCÊNCIA PREPARO : JEJUM 4 HORAS MATERIAL : SORO RECEPIENTE : TUBO SORO GEL VOLUME :1 ml CONSEVAÇÃO : REFRIGERADO TRANSPORTE : REFRIGERADO REJEIÇÃO : CONSERVAÇAO E TRANSPORTE INADEQUADO

HCVLR - HCV- ANTICORPOS ANTI

PRAZO: 7.00
SETOR : TERCEIRIZADO METODO : QUIMIOLUMINESCÊNCIA PREPARO : JEJUM 4 HORS MATERIAL : SORO RECEPIENTE : TUBO SORO GEL VOLUME : 1ml CONSEVAÇÃO : REFRIGERADO TRANSPORTE : REFRIGERADO REJEIÇÃO : ONSERVAÇAO E TRANSPORTE INADEQUADOS

HCVPCRGE - HCV PCR QUANTITATIVO + GENOTIPAGEM

PRAZO: 7.00


HCVPCRQT - HCV PCR QUALITATIVO

PRAZO: 7.00
SETOR: TERCERIZADO METODO: REAÇÃO EM CADEIA DA POLIMERASE - PCR PREPARO: JEJUM NÃO OBRIGATÓRIO.
O SANGUE DEVE SER COLHIDO EM TUBO A VÁCUO OU SERINGA ESTÉRIL.
SE O MATERIAL FOR SORO, DEIXAR O SANGUE COAGULAR EM TEMPERATURA AMBIENTE DURANTE 20 MINUTOS.
CENTRIFUGAR A 1800 R.
P.
M.
POR 10 MINUTOS.
ALIQUOTAR ASSEPTICAMENTE 1,0 ML DE SORO OU PLASMA EM FRASCO ESTÉRIL (KIT PCR).
CONGELAR IMEDIATAMENTE.
ENVIAR EM KIT PRÓPRIO PARA PCR.
NÃO ENVIAR EM TUBO TIPO EPPENDORF.
COLHER EM TUBO COM GEL SEPARADOR (PPT VACUTEINER OU CONVENCIONAL) E NÃO ABRIR O TUBO.
ENVIAR NO GELO O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL.
MATERIAL: SORO RECIPIENTE: TUBO SORO GEL VOLUME: 1 ML CONSERVACAO: ATÉ 5 DIAS CONGELADO TRANSPORTE: ENVIAR NO GELO O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL REJEICAO: AMOSTRA COLHIDA EM TUBO NÃO ESTÉRIL, DESCONGELADA, HEPARINIZADA.


HCVQP - HCV - PCR QUANTITATIVO EM TEMPO REAL

PRAZO: 8.00
METODO: TERCERIZADO PREPARO DO EXAME: JEJUM NAO OBRIGATORIO MATERIAL: EDTA PLASMA OU SORO RECIPIENTE: EDTA OU TUBO GEL VOLUME: 4 mL SORO CONSERVACAO: ATE 5 DIAS CONGELADO.
TRANSPORTE: CONGELADO.
INTERFERENTES: AMOSTRAS HEPARINIZADAS APLICCACAO CLINICA: EXAME ÚTIL NA DETERMINAÇÃO DA CARGA VIRAL PARA AVALIAÇÃO DA RESPOSTA TERAPÊUTICA E ACOMPANHAMENTO DO PACIENTE INFECTADO PELO HCV.
VALORES ACIMA DE 2.
000.
000 UI/ML RESPRESENTAM UM PIOR PROGNÓSTICO.
DEVIDO À PADRONIZAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DE SAÚDE (OMS), OS LAUDOS DE PCR QUANTITATIVO PARA HCV PASSARAM A SER LIBERADOS EM UI/ML, O QUE CORRESPONDE APROXIMADAMENTE AO NÚMERO DE CÓPIAS DE RNA DO HCV/ML.
O VALOR MÍNIMO QUANTIFICÁVEL É DE 15 UI/ML.


HDG - HVD IGG, ANTICORPOS ANTI

PRAZO: 6.00
SETOR : TERCEIRIZADO.
METODO : IMUNOENSAIO ENZIMÁTICO PREPARO : * JEJUM DE 8 HORAS * INTERVALO ENTRE AS MAMADAS PARA LACTENTES.
MATERIAL : SORO RECIPIENTE : TUBO SORO GEL VOLUME : MINIMO 1,0 mL CONSERVAÇÃO: REFRIGERADO ATÉ 7 DIAS TRANSPORTE : REFRIGERADO REJEIÇÃO : - HEMOLISE ACENTUDA.
- LIPEMIA ACENTUADA.
- CONTAMINACAO MICROBIANA.
- AMOSTRA INATIVADA PELO CALOR.


HDL - COLESTEROL HDL

PRAZO: 3.00
SETOR: BIOQUÍMICA METODO: ENZIMATICO TRINDER PREPARO: JEJUM DE 12 - 14 HORAS MATERIAL: SANGUE (SORO) RECIPIENTE: TUBO COM GEL VOLUME: MÍNIMO 2 ML CONSERVAÇÃO: 3 DIAS REFRIGERADO ENTRE 2° E 8°C.
TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEICAO: HEMOLISE FORTE ICTERICIA APLICAÇÃO CLÍNICA : O COLESTEROL CIRCULANTE NOS SERES HUMANOS ENCONTRA-SE DISTRIBUÍDO ENTRE AS TRÊS CLASSES DE LIPOPROTEINAS: AS LIPOPROTEÍNAS DE BAIXA DENSIDADE (LDL) AS LIPOPROTEÍNAS DE DENSIDADE MUITO BAIXA (VLDL), E AS LIPOPROTEÍNAS DE ALTA DENSIDADE (HDL).
A DOSAGEM DE COLESTEROL TOTAL E FRAÇÕES É USADA EM CONJUNTO COM OUTROS DADOS CLÍNICOS E LABORATORIAIS PARA ESTIMAR O RISCO DE DOENÇA CORONARIANA.
VALORES AUMENTADOS DE LDL ESTÃO RELACIONADOS A MAIOR RISCO DE DOENÇA CORONARIANA.
VALORES AUMENTADOS DE HDL SÃO INDICATIVOS DE MENOR RISCO.


HDV - HDV ANTICORPOS TOTAIS

PRAZO: 7.00
SETOR: TERCERIZADO MÉTODO: ELIZA PREPARO: JEJUM DE 8 HORAS MATERIAL: SORO RECIPIENTE: TUBO SORO GEL VOLUME: 3,0 mL CONSERVAÇÃO: REFRIGERADO DE 2 A 8° TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEIÇÃÓ: CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO

HDVM - HDV IGM ANTICORPOS ANTI

PRAZO: 20.00
SETOR: TERCERIZADO MÉTODO: ELIZA PREPARO: JEJUM DE 8 HORAS MATERIAL: SORO RECIPIENTE: TUBO SORO GEL VOLUME: 1,0 mL CONSERVAÇÃO: REFRIGERADO DE 2 A 8° TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEIÇÃÓ: CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO

HDY - HAEMOPHILUS DUCREYI - PESQUISA

PRAZO: 5.00
*** ATUALIZADO EM 14/07/2010 CLAUDIANA DIAS *** NOME DO EXAME: PESQUISA DE Haemophylus ducrey (PESQUISA DE CANCRO MOLE) SETOR : BACTERIOLOGIA.
FEITO DIÁRIO ( 1 DIA ) SINONÍMIA: PESQUISA DE H.
DUCREY E PESQUISA DE CANCRO MOLE MÉTODO : COLORAÇÃO DE GRAM PREPARO : NÃO ESTAR EM USO DE MEDICAMENTO LOCAL MATERIAL : ESFREGAÇO DA LESÄO COLETA : LIMPAR A LESÄO COM SORO FISIOLÓGICO E GAZE ESTÉRIL.
RETIRAR CROSTA, SE HOUVER.
IMPORTANTE: SE A PESQUISA DO H.
ducrey FOR SOLICITADA JUNTAMENTE COM A PESQUISA DE T.
pallidum, PROCEDER A COLETA DO H.
ducrey ANTES DO T.
pallidum.
HAVENDO PÚS, FAZER NO MÍNIMO 2 ESFREGAÇOS EM LÂMINAS PREVIAMENTE LIMPAS E DESENGORDURADAS.
DEPOIS, RASPAR NO FUNDO DA LESÃO E FAZER MAIS DOIS ESFREGAÇOS USANDO ALÇA BACTERIOLÓGICA.
SE NÃO HOUVER PÚS, FAZER APENAS 2 ESFREGAÇOS DO RASPADO DO FUNDO DA LESÃO.
OS ESFREGAÇOS DEVERÃO SER FEITOS PASSANDO A ALÇA SOBRE A LÂMINA, EM UMA ÚNICA DIREÇÃO.
RECIPIENTE: ENVIAR OS ESFREGAÇOS EM PORTA-LÂMINA CONSERV.
: 5 DIAS TEMPERATURA AMBIENTE TANSPORTE: TEMPERATURA AMBIENTE VALOR DE REFERENCIA: NEGATIVA APLIC.
CLÍNICA: O Haemophilus ducreyi É UM BACILO GRAM-NEGATIVO, TRANSMITIDO POR VIA SEXUAL, QUE CAUSA O CANCRO MOLE, QUE É CARACTERIZADO POR UMA OU MAIS ULCERAÇÕES NECRÓTICAS GENITAL E ANAL, ACOMPANHADAS DE LINFONODEMEGALIA INGUINAL UNILATERAL OU BILATERAL.
A PESQUISA DO H.
ducreyi DEVE SER FEITA NA SECREÇÃO DE FUNDO DA ÚLCERA, NÃO SE ACONSELHANDO A LIMPEZA DA LESÃO PRÉVIA, POR SE TRATAR

HEINZ - CORPOS DE HEINZ, PESQUISA

PRAZO: 2.00
SETOR : HEMATOLOGIA.
FEITO DIÁRIO ( 1 DIA ) SINONÍMIA : PESQUISA DE HEMOGLOBINAS INSTÁVEIS, CORPOS DE INCLUSÃO INTRA-ERITROCITÁRIOS MÉTODO : COLORAÇÃO PELO AZUL DE CRESIL BRILHANTE PREPARO : JEJUM NÃO OBRIGATORIO MATERIAL : SANGUE (TOTAL).
RECIPIENTE: TUBO COM EDTA (TAMPA ROXA).
VOLUME : MÍNIMO DE 1,0 mL.
INTERF.
: HEMÓLISE INTENSA CONSERV.
: ATÉ 24 HORAS EM TEMP.
AMBIENTE ATÉ 72 HORAS REFRIGERADO TRANSPORTE: ATÉ 24 HORAS EM TEMP.
AMBIENTE ATÉ 72 HORAS REFRIGERADO REJEIÇÃO : TUBO NÃO IDENTIFICADO.
VALOR DE REF.
: NEGATIVO APLIC.
CLINICA: OS CORPOS DE HEINZ CONSISTEM NA PRECIPITAÇÃO DE CADEIAS DE GLOBINA QUE LIBERTAM-SE DO HEME QUANDO A HEMOGLOBINA É OXIDADA.
NORMALMENTE SÃO REMOVIDOS PELO BAÇO.
SÃO OBSERVADOS EM ANEMIAS HEMOLÍTICAS DE VARIAS ETIOLOGIAS, NA DEFICIÊNCIA DE G6PD, NAS HEMOGLOBINOPATIAS POR HEMOGLOBINAS INSTÁVEIS, NA TALASSEMIA MAIOR, NAS INTOXICAÇÕES POR DROGAS, ESPLENECTOMIZADOS E OUTROS.
A PESQUISA DE CORPOS DE HEINZ DEVE SER SOLICITADA NA PROPEDÊUTICA DAS ANEMIAS DE ETILOGIA OBSCURA.


HEMOC - ESTUDO GENETICO DA HEMOCROMATOSE PLUS

PRAZO: 13.00


HEMOCAUT - HEMOCULTURA AUTOMIZADA

PRAZO: 7.00
SETOR : BACTERIOLOGIA.
MÉTODO : CULTURA AUTOMATIZADA.
SINONÍMIA : CULTURA DE BACTÉRIAS NA CORRENTE SANGÜÍNEA.
AMOSTRA : SANGUE TOTAL.
AMOSTRA: CRIANÇA 1 - 5 ML; : ADULTOS 10 ML.
RECIPIENTE: TUBO ESPECIAL COM MEIO DE CULTURA.
PREPARO: OBSERVAÇÃO: A COLETA DEVE SER FEITA EM INTERVALOS DETERMINADOS PELO MÉDICO.
- PREFERENCIALMENTE NÃO ESTAR EM USO DE ANTIMICROBIANOS.
- QUANDO SOLICITADO 3 AMOSTRAS E NÃO ESPECIFICADO OS TEMPOS, COLHER COM ESPAÇO DE 20 A 30 MINUTOS CADA AMOSTRA.
COLETA: 1.
DESINFECTAR A TAMPA DO MEIO DE CULTURA E COLOCAR UMA GAZE ESTÉRIL PROTEGENDO-A ENQUANTO É FEITA A PUNÇÃO.
FAZER DESINFECÇÃO RIGOROSA COM ÁGUA E SABÃO BACTERICIDA, COMEÇANDO DO LOCAL ONDE SERÁ FEITA A PUNÇÃO DO CENTRO PARA AS BORDAS, SEM VOLTAR COM A GAZE PARA O CENTRO.
SECAR COM GAZE ESTÉRIL DA MESMA MANEIRA.
2.
FAZER ASSEPSIA COM ÁLCOOL A 70% NO LOCAL DA PUNÇÃO.
DEIXAR SECAR.
GARROTEAR E PUNCIONAR SEM APALPAR A VEIA.
INJETAR ASSEPTICAMENTE O SANGUE NO MEIO DE CULTURA E MISTURAR CUIDADOSAMENTE.
IDENTIFICAR AS AMOSTRAS.
TRANSPORTE: EM MEIO ESPECÍFICO VALOR DE REF.
: AUSÊNCIA DE CRESCIMENTO BACTERIANO.
APLIC.
CLÍNICA: DIAGNÓSTICO DE PROCESSOS INFECCIOSOS SISTÊMICOS.


HEMOCPIO - HEMOCULTURA

PRAZO: 7.00
SETOR : BACTERIOLOGIA.
MÉTODO : CULTURA MANUAL SINONÍMIA : CULTURA DE BACTÉRIAS NA CORRENTE SANGÜÍNEA.
AMOSTRA : SANGUE TOTAL.
AMOSTRA: CRIANÇA 1 - 5 mL; : ADULTOS 10 mL.
RECIPIENTE: TUBO ESPECIAL COM MEIO DE CULTURA.
PREPARO: OBSERVAÇÃO: A COLETA DEVE SER FEITA EM INTERVALOS DETERMINADOS PELO MÉDICO.
- PREFERENCIALMENTE NÃO ESTAR EM USO DE ANTIMICROBIANOS.
- QUANDO SOLICITADO 3 AMOSTRAS E NÃO ESPECIFICADO OS TEMPOS, COLHER COM ESPAÇO DE 20 A 30 MINUTOS CADA AMOSTRA.
COLETA: 1.
DESINFECTAR A TAMPA DO MEIO DE CULTURA E COLOCAR UMA GAZE ESTÉRIL PROTEGENDO-A ENQUANTO É FEITA A PUNÇÃO.
FAZER DESINFECÇÃO RIGOROSA COM ÁGUA E SABÃO BACTERICIDA, COMEÇANDO DO LOCAL ONDE SERÁ FEITA A PUNÇÃO DO CENTRO PARA AS BORDAS, SEM VOLTAR COM A GAZE PARA O CENTRO.
SECAR COM GAZE ESTÉRIL DA MESMA MANEIRA.
2.
FAZER ASSEPSIA COM ÁLCOOL A 70% NO LOCAL DA PUNÇÃO.
DEIXAR SECAR.
GARROTEAR E PUNCIONAR SEM APALPAR A VEIA.
INJETAR ASSEPTICAMENTE O SANGUE NO MEIO DE CULTURA E MISTURAR CUIDADOSAMENTE.
IDENTIFICAR AS AMOSTRAS.
TRANSPORTE: EM MEIO ESPECÍFICO VALOR DE REF.
: AUSÊNCIA DE CRESCIMENTO BACTERIANO.
APLIC.
CLÍNICA: DIAGNÓSTICO DE PROCESSOS INFECCIOSOS SISTÊMICOS.


HEMOH - HEMOGLOBINA H - PESQUISA

PRAZO: 4.00
*** REVISADO EM 28/05/2008 MARCOS TÚLIO *** NOME DO EXAME: HEMOGLOBINA H.
SETOR : TERCEIRIZADO.
FEITO DIÁRIO ( 5 DIAS ÚTEIS ) SINONIMIA : PESQUISA DE ALFA TALASSEMIA.
MÉTODO : AZUL DE CRESIL BRILHANTE PREPARO : JNO.
MATERIAL : SANGUE (TOTAL).
RECIPIENTE: TUBO COM EDTA (TAMPA ROXA).
VOLUME : MÍNIMO 5,0 mL.
CONSERV.
: ATÉ 24 HORAS EM TEMPERATURA AMBIENTE.
ATÉ 72 HORAS REFRIGERADO.
V.
REFERENCIA: AUSÊNCIA DE HEMOGLOBINA H APLIC.
CLINICA: A HEMOGLOBINA H É FORMADA POR TETRÂMEROS DE CADEIAS BETA.
NA DOENÇA DA HEMOGLOBINA H INCLUSÕES ESPECÍFICAS SÃO FACILMENTE DEMONSTRÁVEIS EM GRANDE NÚMERO NOS ERITRÓCITOS.
DEVE-SE RESSALTAR QUE NÃO HÁ FORMAÇÃO DE CORPOS DE HEINZ.
NOS PORTADORES DE TRAÇOS ALFA-TALASSÊMICOS PODE SER DIFÍCIL A VISUALIZAÇÃO, POIS OS AGREGADOS APRESENTAM-SE EM MENOR QUANTIDADE OU SÃO RAROS.


HEPE - HEMOGRAMA COMPLETO

PRAZO: 3.00
ENVIAR ALÉM DO SANGUE TOTAL, 1 ESFREGAÇO SANGUÍNEO PREFERENCIALMENTE CONFECCIONADO SEM ANTICOAGULANTE SETOR : HEMATOLOGIA.
FEITO DIÁRIO SINONÍMIA : SÉRIE VERMELHA + SÉRIE BRANCA + PLAQUETAS MÉTODO : CITOMETRIA DE FLUXO PREPARO : JEJUM DESEJÁVEL DE 4 HORAS MATERIAL : SANGUE TOTAL (EDTA) RECIPIENTE : TUBO EDTA (TAMPA ROXA) VOLUME : 4,0 mL INTERFERENTE: GARROTEAMENTO PROLONGADO OU COAGULAÇÃO DA AMOSTRA BEM COMO HEMOLISE INTENSA.
CONSERVAÇÃO : ATÉ 12 HORAS EM TEMP.
AMBIENTE ATÉ 48 HORAS REFRIGERADO TRANSPORTE : REFRIGERADO REJEIÇÃO : HEMÓLISE INTENSA, COAGULAÇÃO APLIC.
CLÍNICA: CONSTITUI IMPORTANTE EXAME DE AUXÍLIO DIAGNÓSTICO NÃO SOMENTE PARA DOENÇAS HEMATOLÓGICAS E SISTÊMICAS.
ROTINEIRAMENTE INDICADO PARA AVALIAÇÃO DE ANEMIAS, NEOPLÁSIAS HEMATOLÓGICAS, REAÇÕES INFECCIOSAS E INFLAMATÓRIAS, ACOMPANHAMENTO DE TERAPIAS MEDICAMENTOSAS E AVALIAÇÃO DE DISTÚRBIOS PLAQUETÁRIOS.
FORNECE DADOS PARA CLASSIFICAÇÃO DAS ANEMIAS DE ACORDO COM ALTERAÇÕES NA FORMA, TAMANHO, COR E ESTRUTURA DAS HEMÁCIAS E CONSEQUENTE DIRECIONAMENTO DIAGNÓSTICO E TERAPÊUTICO.
ORIENTA NA DIFERENCIAÇÃO ENTRE INFECÇÕES VIRÓTICAS E BACTERIANAS, PARASITOSES, INFLAMAÇÕES, INTOXICAÇÕES E NEOPLÁSIAS ATRAVÉS DAS CONTAGENS GLOBAL E DIFERENCIAL DOS LEUCÓCITOS E AVALIAÇÃO MORFOLÓGICA DOS MESMOS.
ATRAVÉS DE AVALIAÇÃO QUANTITATIVA E MORFOLÓGICA DAS PLAQUETAS SUGERE O DIAGNÓSTICO DE PATOLOGIAS CONGÊNITAS E ADQUIRIDAS.


HERPCR - HERPES SIMPLES VIRUS 1 E 2, PCR E GENOTIPAGEM

PRAZO: 7.00


HERPES - HERPES SIMPLES VIRUS 1 E 2 IGG - ANTICORPOS ANTI

PRAZO: 7.00
NOME DO EXAME: HERPES VIRUS 1+2 IgG.
SETOR : TERCEIRIZADO SINONIMIA: MÉTODO : QUIMIOLUMINESCÊNCIA PREPARO: * JEJUM OBRIGATORIO DE 08 HORAS.
* INTERVALO ENTRE AS MAMADAS PARA LACTENTES MATERIAL : SANGUE (SORO).
RECIPIENTE: TUBO COM GEL VOLUME : 1,0 mL DE SORO.
CONSERV.
: SOB REFRIGERAÇÃO ENTRE 2° E 8°C.
TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEIÇÃO: TRANSPORTE E CONSERVAÇÃO INADEQUADO OBSERVACAO: INFORMAR SE ESTA GRÁVIDA, SE TEVE CONTATO, SE FEZ ESSE EXAME ANTERIORMENTE.


HERPM - HERPES SIMPLES VIRUS 1 E 2 IGM - ANTICORPOS

PRAZO: 7.00
SETOR : TERCEIRIZADO.
SINONIMIA : ANTI HSV IgG.
SE FOR SOLICITADO SOROLOGIA PARA HERPES, CADASTRAR HERPES IgG/IgM.
MÉTODO : QUIMIOLUMINESCÊNCIA PREPARO: * JEJUM 08 HORAS.
* INTERVALO ENTRE AS MAMADAS PARA LACTENTES MATERIAL : SANGUE (SORO).
RECIPIENTE: TUBO COM GEL VOLUME : 1,0 mL DE SORO.
CONSERV.
: ATÉ 7 DIAS REFRIGERADO.
OBSERVACAO: INFORMAR SE ESTA GRÁVIDA, SE TEVE CONTATO, SE FEZ ESSE EXAME ANTERIORMENTE.
REJEIÇÃO: CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO

HEVG - HEPATITE E - ANTI HEV IGG

PRAZO: 12.00
SETOR: TERCERIZADO MÉTODO: ELISA PREPARO: JEJUM DE 4 HORAS MATERIAL: SORO RECIPIENTE: TUBO SORO GEL VOLUME: 2 mL CONSERVAÇÃO: REFRIGERADO ENTRE 2 A 8° TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEIÇÃO: CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO

HEVM - HEPATITE E - ANTI HEV IGM

PRAZO: 12.00
SETOR: TERCEIRIZADO MÉTODO: ELISA PREPARO: JEJUM DE 4 HORAS MATERIAL: SORO RECIPIENTE: TUBO SORO GEL VOLUME: 2,0 ML CONSERVAÇÃO: REFRIGERADA ENTRE 2° E 8°C TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEIÇÃO: CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO.


HEX - 2,5 HEXANODIONA URINÁRIO - FINAL DA JORNADA DE TRABALHO

PRAZO: 12.00
*** REVISADO EM 02/06/2011 POR FERNANDA NICOLE **** NOME DO EXAME: 2,5-HEXANODIONA URINÁRIO - FINAL DA JORNADA DE TRABALHO SETOR: TERCEIRIZADO SINONIMIA: ACETONYLACETONE, N-HEXANO MÉTODO: CROMATOGRAFIA GASOSA APOS HIDROLISE ACIDA PREPARO: LAVAR AS MÃOS E AS GENITÁLIAS ANTES DA COLETA.
FAZER HIGIENE DA GENITÁLIA COM ÁGUA E SABÃO, SECAR, DESPREZAR O 1° JATO DE URINA, COLETAR O JATO MÉDIO E DESPREZAR O 3° JATO.
COLHER O JATO MÉDIO DA URINA COM RETENÇÃO DE 4 HORAS ENTRE AS MICÇÕES.
COLHER URINA DE FINAL DE JORNADA DE TRABALHO.
RECOMENDA-SE EVITAR A PRIMEIRA JORNADA DE TRABALHO DA SEMANA.
INFORMAR SE O PACIENTE É EXPOSTO OCUPACIONALMENTE.
MATERIAL: URINA RECENTE RECIPIENTE: FRASCO ESTÉRIL VOLUME: MINIMO DE 50 ML CONSERVAÇÃO: ATÉ 5 DIAS REFRIGERADO ENTRE 2° E 8° C TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEIÇÃO: AMOSTRA NÃO REFRIGERADA APLICAÇÃO CLÍNICA: O N-HEXANO É HIDROCARBONETO AMPLAMENTE UTIIZADO EM DIVERSOS PROCESSOS INDUSTRIAIS COMO SOLVENTE ORGANICO NA PREPARAÇAÕ DE TINTAS, COLAS, EXTRAÇÃO DE OLEOS VEGETAIS, BEM COMO DILUENTE NA PRODUÇAÕ DE PLASTICOS E BORRACHAS, DENTRE OUTRAS APLICAÇÕES.
APÓS O PROCESSO DE BIOTRANSFORMAÇÃO, O PRINCIPAL PRODUTO EXCRETADO NA URINA DE INDIVIDUOS EXPOSTOS OCUPACIONALMENTE AO N-HEXANO, É A 2,5 HEXANODIONA.
O N-HEXANO É PRONTAMENTE ABSORVIDO POR QUALQUER VIA, POREM A INTOXICAÇÃO COMUNMENTE OCORRE PELA INALAÇÃO SE SEUS VAPORES NAS EXPOSIÇÕES OCUPACIONAIS OU QUANDO É USADO COMO DROGA DE ABUSO.
PODE PRODUZIR NEUROPATIA PERIFÉRICA, E NAS INTOXIAÇÕES GRAVES: FRAQUEZA, PERDA DE PESO, ANOREXIA E CAIMBRAS NAS EXTREMIDADES DOS MUSCULOS INFERIORES.


HGH - HORMONIO DO CRESCIMENTO HGH BASAL

PRAZO: 7.00
*** COLETA REALIZADA SOMENTE COM CONCENTIMENTO DAS BIOQUIMICAS E A PRESENÇA DE UM MÉDICO NO LABORATÓRIO SETOR: TERCERIZADO SINONIMIA:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
HORMONIO DO CRESCIMENTO/SOMATOTROFINA/ GH/ HGH/ HORMÔNIO SOMATOTRÓFICO MÉTODO:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
QUIMIOLUMINESCENCIA PREPARO:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
JEJUM DE 8 HORAS.
EVITAR EXERCÍCIO FÍSICO ANTES DA COLETA.
MATERIAL:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
SANGUE (SORO) RECIPIENTE:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
TUBO COM GEL VOLUME:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
MINIMO 1,0 mL INTERFERÊNCIA:.
.
.
STRESS DE QUALQUER ORIGEM PODE AUMENTAR OS VALORES E ALTERAR O TESTE, AMOSTRA HEMOLISADA CONSERVAÇÃO:.
.
.
.
ATÉ 4 DIAS REFRIGERADO CONGELADO: 2 MESES TRANSPORTE:.
.
.
.
.
.
.
REFRIGERADO REJEIÇÃO: CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO

HGH-DEX - HGH BASAL E APOS ESTIMULO COM DEXAMETASONA

PRAZO: 7.00
SETOR : TERCEIRIZADO METODO : HPLC (CROMATOGRAFIA LIQUIDA DE ALTA PERFORMANCE) PREPARO : MATERIAL : SORO RECEPIENTE : TUBO SORO GEL VOLUME :2 ml CONSEVAÇÃO : CONGELADO TRANSPORTE : CONGELADO REJEIÇÃO : - CONTAMINAÇÃO MICROBIANA.
- AMOSTRA REPETIDAMENTE CONGELADA E DESCONGELADA.
- AMOSTRA SUBEMTIDA A TEMPERATURA ELEVADA.


HGH-EXE - TESTE DE ESTÍMULO DO GH APÓS EXERCÍCIO

PRAZO: 7.00
NOME: TESTE DE ESTÍMULO DO GH APÓS EXERCÍCIO SETOR: TERCEIRIZADO MÉTODO: QUIMIOLUMINESCÊNCIA PREPARO: JEJUM DE 4 HORAS MATERIAL: SORO RECIPIENTE: TUBO SORO GEM VOLUME: 1,0 ML CONSERVAÇÃO: SOB REFRIGERAÇÃO DE 2° A 8°C TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEIÇÃO: CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO.


HGH120 - HORMONIO DO CRESCIMENTO HGH BASAL 120

PRAZO: 5.00


HGH15 - HORMONIO DO CRESCIMENTO HGH BASAL 15

PRAZO: 7.00


HGH180 - HORMONIO DO CRESCIMENTO HGH BASAL 120

PRAZO: 5.00


HGH30 - HORMONIO DO CRESCIMENTO HGH BASAL 30

PRAZO: 7.00


HGH45 - HORMONIO DO CRESCIMENTO HGH BASAL 45

PRAZO: 7.00


HGH60 - HORMONIO DO CRESCIMENTO HGH BASAL 60

PRAZO: 7.00


HGH90 - HORMONIO DO CRESCIMENTO HGH BASAL 90

PRAZO: 7.00


HGHCLO - HGH BASAL E APOS ESTIMULO COM CLONIDINA

PRAZO: 5.00


HGHCURV - HORMONIO DO CRESCIMENTO HGH CURVA

PRAZO: 5.00


HIALU - ANTI HIALURONIDASE

PRAZO: 25.00


HIDROP - HIDROXIPROLINA, URINA 24 HORAS

PRAZO: 11.00
*** REVISADO EM 28/05/2008 MARCOS TÚLIO *** NOME DO EXAME HIDROXIPROLINA TOTAL (URINA DE 24 HORAS) SETOR : TERCEIRIZADO.
FEITO SOMENTE 2ª E 4ª FEIRA.
( 3 DIAS ) SINONÍMIA: OH- PROLINA MÉTODO : COLORIMÉTRICO PREPARO : DIETA:48 HORAS ANTES E DURANTE A COLETA SEM INGERIR OS ALIMENTOS:CARNES (BRANCA E VERMELHA), GELATINA, SALSICHAS, SORVETES, DOCES.
MATERIAL : URINA DE 24 HORAS COM HCL A 50%.
INFORMAR VOLUME TOTAL, HORÁRIO INICIAL E TERMINO DA COLETA.
RECIPIENTE: FRASCO DE POLIETILENO COM ACIDO CLORIDRICO FORNECIDO PELO LABORATORIO VOLUNE : 2 ALIQUOTAS DE 50 mL INTERF.
: PERDA DE MATERIAL, URINA SEM CONSERVANTE CONSERV.
: ATÉ 7 DIAS COM CONSERVANTE REJEICAO: MATERIAL ENTORNADO VALOR DE REFERENCIA: 1 A 5 ANOS : 10 A 38 mg/24 HORAS 6 A 10 ANOS : 12 A 58 mg/24 HORAS 11 A 20 ANOS : 70 A 140 mg/24 HORAS ACIMA DE 20 ANOS: 5 A 25 mg/24 HORAS APLIC.
CLINICA: A HIDROXIPROLINA E UM AMINOÁCIDO ESSENCIAL PRESENTE NO COLÁGENO, SENDO ABUNDANTE NA MATRIZ OSSEA.
A EXCREÇÃO URINÁRIA DE HIDROXIPROLINA REFLETE O METABOLISMO ÓSSEO, ESTANDO ELEVADO NA OCORRÊNCIA DE REABSORÇÃO E DESTRUIÇÃO ÓSSEA.
NÍVEIS ELEVADOS SÃO ENCONTRADAS EM CRIANÇAS, NA DOENÇA DE PAGET, APÓS FRATURAS E NO HIPERPARATITEOIDISMO.
POR SOFRER INTERFERÊNCIAS DO COLÁGENO PROVENIENTE DA DIETA E DOS DEMAIS TECIDOS, ESSE TESTE POSSUI MENOR ESPECIFICIDADE QUE AS DOSAGENS DE PIRIDINOLINAS E DO C-TELOPEPTIDEO.


HIDROVI - 25 HIDROXI VITAMINA D

PRAZO: 6.00
SETOR: TERCERIZADO METODO: QUIMIOLUMINESCÊNCIA.
SEPARAR O SORO DO COÁGULO O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL.
COLETAR EM TUBO SEM ANTICOAGULANTE, SEPARAR O SORO O MAIS RÁPIDO POSSÍVEL , REFRIGERAR E ENVIAR ENVOLTO EM PAPEL ALUMÍNIO.
PREPARO: RECOMENDA-SE JEJUM DE 8 HORAS MATERIAL: SORO (SANGUE).
RECIPIENTE: TUBO DE SORO COM GEL VOLUME : 2,O ML CONSERV.
: ENVIAR SOB REFRIGERAÇÃO DE 2 A 8ºC POR ATÉ 5 DIAS.
APÓS ESTE PERÍODO, CONGELAR ENTRE -5 A -20ºC.
TRANSPORTE: ENVIAR SORO REFRIGERADO REJEICAO: HEMOLISE ACENTUADA,LIPEMIA ACENTUADA.
OBSERVAÇÃO: ANOTAR MEDICAMENTOS TOMADOS NOS ÚLTIMOS SETE DIAS.
APLIC.
CLÍNICA: A 25-OH-VITAMINA D3 É A MEDIDA PREFERIDA PARA AVALIAR O STATUS NUTRICIONAL.
VALORES DIMINUÍDOS SÃO ASSOCIADOS COM INSUFICIÊNCIA DIETÉTICA DE VITAMINA D, DOENÇA HEPÁTICA, MA ABSORÇÃO, EXPOSIÇÃO AO SOL INADEQUADA E SÍNDROME NEFROTICA.
VALORES AUMENTADOS SÃO ASSOCIADOS A INTOXICAÇÃO POR VITAMINA D.
PODE APRESENTAR-SE EM BAIXAS CONCENTRAÇÕES (DENTRO DO VALOR DE REFERÊNCIA) NOS QUADROS DE OBESIDADE, SARCOIDOSE, CALCINOSE TUMORAL HIPERFOSFATEMICA, TUBERCULOSE, HIPERPARATIREOIDISMO PRIMÁRIO E NO RAQUITISMO TIPO II VITAMINA-D DEPENDENTE.


HIPUR - ACIDO HIPURICO URINARIO

PRAZO: 10.00
SETOR: EXAME EXTERNO.
NAO MARQUE URGENCIA.
METODO: CROMATOGRAFIA LIQUIDA DE ALTA PERFORMACE PREPARO : * NÃO INGERIR ÁLCOOL 24 HORAS ANTES DA COLETA.
* COLHER MATERIAL PREFERENCIALMENTE FORA DO LOCAL DE TRABALHO * TIRAR UNIFORME E LAVAR BEM AS MÃOS ANTES DA COLETA.
* EVITAR FATORES INTERFERENTES COMO : AMEIXA, PÊSSEGO, GRÃOS VERDES DE CAFÉ, ALIMETOS, REFRIGERANTES, MARGARINAS, MOSTARDA, KETCHUP.
* NÃO DEVE SER COLHIDO NO PRIMEIRO DIA DA JORNADA SEMANAL MATERIAL: URINA JATO MEDIO DO FINAL JORNADA TRABALHO PREFERENCIALMENTE.
DEVE SER COLHIDA IMEDIATAMENTE APÓS JORNADA DE TRABALHO, COM MÍNIMO DE 04 DIAS CONSECUTIVOS DE EXPOSIÇÃO.
RECIPIENTE: FRASCO DE POLIETILENO SEM CONSERVANTE.
VOLUME: 50 mL DE URINA CONSERVACAO : ATE 3 DIAS REFRIGERADO.
TRANSPORTE: MANTER A AMOSTRA REFRIGERADA PARA O ENVIO AO LABORATÓRIO.
REJEIÇÃO: AMOSTRA INSUFICIENTE, E NÃO REFRIGERADA.
APLIC.
CLINICA: É O PRINCIPAL METABÓLITO URINÁRIO DO TOLUENO.
A DETERMINAÇÃO URINÁRIA DO ÁCIDO HIPÚRICO É UTILIZADA PARA MONITORIZAÇÃO BIOLÓGICA DE TRABALHADORES EXPOSTOS OCUPACIONALMENTE AO SOLVENTE.
NÍVEIS ELEVADOS DO METABÓLITO NA URINA INDICAM UMA EXPOSIÇÃO OCUPACIONAL EXCESSIVA AO TOLUENO.


HISTA - HISTAMINA

PRAZO: 25.00


HIV-NEO - HIV-1 - NEONATAL

PRAZO: 10.00
SETOR: TERCERIZADO MÉTODO: ENZIMA IMUNOENSAIO PREPARO: MATERIAL: SEM JEJUM, USAR O MESMO PAPEL PARA O TESTE DO PEZINHO RECIPIENTE: PAPEL FILTRO VOLUME: PAPEL EMBEBIDO EM SANGUE TOTAL CONSERVAÇÃO: REFRIGERADO DE 2 A 8° TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEIÇÃÓ: CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO

HIV-TR - HIV TESTE RAPIDO

PRAZO: 7.00
SETOR : TERCEIRIZADO METODO : CLIA/MEIA/ECLIA PREPARO : JEJUM NÃO NECESSARIO MATERIAL : SORO RECEPIENTE : TUBO SORO GEL VOLUME : 1mL CONSEVAÇÃO : REFRIGERADO TRANSPORTE : REFRIGERADO REJEIÇÃO : - CONTAMINAÇÃO MICROBIANA.
- AMOSTRA COLHIDA COM GEL SEPARADOR.
- AMOSTRA REPETIDAMENTE CONGELADA E DESCONGELADA.
- AMOSTRA SUBEMTIDA A TEMPERATURA ELEVADA.


HIV1 E 2 - HIV 1 E 2 ANTICORPOS- 2 METODOS CLIA + ECLIA

PRAZO: 7.00
_________________________Atenção___________________________________ Jogar esse exame no sistema somente se o médico especificar que quer que ele seja feito em duas metodologias.
Do contrário, solicitando somente HIV 1 e 2, ou Hiv Elisa, Anti HIV, HIV, etc, jogar o Código HIVSA.
SETOR: TERCERIZADO MÉTODO: CLIA E ECLIA PREPARO: JEJUM NÃO NECESSÁRIO MATERIAL: SORO RECIPIENTE: TUBO SORO GEL VOLUME: 2,0 mL CONSERVAÇÃO: SOB REFRIGERAÇÃO TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEIÇÃÓ: CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO

HIVPCQ - HIV PCR QUANTITATIVO EM TEMPO REAL

PRAZO: 10.00
SETOR: TERCERIZADO METODO: RT - PCR (ABBOTT REAL TIME HIV-1) PREPARO: JEJUM NAO OBRIGATORIO.
MATERIAL: SORO OU PLASMA COM EDTA RECIPIENTE: COLETAR 1 TUBO DE PLASMA PPT VOLUME: 3,0 ML CONSERVACAO: REFRIGERADO TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEICAO: TEMPERATURA AMBIENTE, AMOSTRA INSUFICIENTE.


HIVSA - HIV 1 E 2, ANTICORPOS ANTI (ELISA)

PRAZO: 7.00


HIVW - HIV ANTICORPOS ANTI - PESQUISA WESTERN BLOT

PRAZO: 7.00
> SETOR: TERCERIZADO > MÉTODO: WETEN BLOT > PREPARO: JEJUM NAO OBRIGATORIO > MATERIAL: SORO > VOLUME: 1 mL DE SORO > CONSERVACAO: ATE 7 DIAS REFRIGERADO > TRANSPORTE: AMOSTRA REFRIGERADA > REJEICAO: CONTAMINACAO DO MATERIAL DURANTE A DISTRIBUICAO.


HLA - HLA B 27, PCR

PRAZO: 10.00
SETOR : TERCEIRIZADO.
METODO : PCR (REAÇÃO EM CADEIA P/ POLIMERASE) - SISTEMA SYBR GREEN PREPARO : JEJUM DE 4 HS MATERIAL: SANGUE TOTAL EM EDTA (2 TUBOS) RECIPIENTE: EDTA.
( TAMPA ROXA )COLHER EM TUBO ESTÉRIL VOLUME : 10,0 mL CONSERVAÇÃO: ATÉ 4 DIAS EM TEMPERATURA AMBIENTE TRANSPORTE : REFRIGERADO REJEIÇÃO: AMOSTRA CONGELADA

HM - HEMACIAS

PRAZO: 3.00
SETOR: HEMATOLOGIA METODO: CITOQUIMICA PREPARO: JEJUM DESEJÁVEL DE 4 HORAS MATERIAL: SANGUE TOTAL COM ANTICOAGULANTE - EDTA RECIPIENTE: TUBO DE EDTA CONSERVAÇÃO: 48 HORAS EM TEMPERATURA AMBIENTE OU 7 DIAS REFRIGERADO DE 2° A 8°.
TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEIÇÃO: AMOSTRA COAGULADA

HMS - HEMOSSIDERINA (FERRO MEDULAR)

PRAZO: 7.00
NOME: HEMOSSIDERINA SETOR: TERCEIRIZADO METODO: AZUL DA PRÚSSIA PREPARO: JEJUM DE 4 HORAS MATERIAL: PUNÇÃO MEDULAR, ESFREGAÇO, LIQUIDOS CORPORAIS RECIPIENTE: FRASCO APROPRIADO CONSERVAÇÃO: SOB REFRIGERAÇÃO ENTRE 2° E 8°C TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEIÇÃO: TRANSPORTE E CONSERVAÇÃO INADEQUADO.


HMVDRL - VDRL QUANTITATIVO (HMC)

PRAZO: 2.00


HOMOC - HOMOCISTEINA

PRAZO: 7.00
SETOR : TERCEIRIZADO.
METODO : QUIMILUMINESCENCIA PREPARO: JEJUM DE 4 HORAS MATERIAL : SANGUE (PLASMA EM EDTA) RECIPIENTE: TUBO COM EDTA (TAMPA ROXA) VOLUME : MINIMO 2,0 mL.
CONSERVACAO : ATÉ 14 DIAS REFRIGERADO TRANSPORTE : REFRIGERADO REJEICAO : LIPEMIA E HEMOLISE INTENSAS, CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADOS OBSERVACAO : CENTRIFUGAR IMEDIATAMENTE ATE 10'APOS A COLETA.
SEPARAR O PLASMA E TRANSFERÍ-LO PARA TUBO PLASTICO IMEDIATAMENTE.
NAO COLHER AMOSTRA COM O CLIENTE DEITADO.
SE TIVER QUE USAR GARROTEAMENTO, QUE SEJA LEVE E POR POUCO TEMPO.


HP-F - HELICOBACTER PYLORI ANTIGENO

PRAZO: 25.00
SETOR: TERCERIZADO MÉTODO: IMUNOFLUORESCENCIA INDIRETA PREPARO: JEJUM OBRIGATÓRIO DE 8 HORAS MATERIAL: SORO RECIPIENTE: TUBO SORO GEL VOLUME: 2,O mL CONSERVAÇÃO: REFRIGERADO DE 2 A 8 ° TRANSPORTE: REFRIGERDO REJEIÇÃÓ: CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO

HPN - TESTE DE LISE EM SACAROSE

PRAZO: 4.00
*** ATUALIZADO EM 27/10/2009 THIAGO SOARES *** TESTE DE LISE EM SACAROSE *** ESTA AMOSTRA TEM ESTABILIDADE DE 24 HORAS, PORTANTO DEVE SER ENVIADA OBRIGATORIAMENTE NA 1ª ROTA.
NÃO COLHER SÁB NEM VÉSPERA DE FERIADOS.
*** SETOR : TERCEIRIZADO.
FEITO DIÁRIO 4 DIAS SINONIMIA : TESTE DE LISE EM SUCROSE; SUCROSE, HEMOGLOBINÚRIA PAROXISTICA NOTURNA MÉTODO : HEMÓLISE EM SOLUÇÃO DE BAIXA FORÇA IÔNICA.
PREPARO : JEJUM DE 8 HORAS MATERIAL : SANGUE RECIPIENTE : COLHER 1 TUBO DE CITRATO (TAMPA AZUL) VOLUME : 1 mL SANGUE TOTAL CITRATO INTERFERENTES: COÁGULO, HEPARINA, HEMÓLISE CONSERVAÇÃO: ESTÁVEL POR 24 HORAS REFRIGERADO TRANSPORTE: REFRIGERADO VALOR DE REFERÊNCIA: NEGATIVO APLIC.
CLINICA: A HEMOGLOBINÚRIA PAROXISTICA NOTURNA É UMA DOENÇA ADQUIRIDA NA QUAL AS HEMÁCIAS DO PACIENTE SÃO ANORMALMENTE SENSIVEIS A CONSTITUINTES NORMAIS DO SORO.
O TESTE DA SUCROSE É UM TESTE DE TRIAGEM, SENDO QUE O RESULTADO POSITIVO DEVE SER CONFIRMADO PELO TESTE DE HAM.
RESULTADOS FALSO-NEGATIVOS PODEM OCORRER APÓS HEMOTRANSFUSÃO OU USO DOS ANTICOAGULANTES HEPARINA E EDTA, ENQUANTO FALSO-POSITIVOS PODEM OCORRER NA ANEMIA MEGALOBLÁSTICA OU AUTO-IMUNE.


HPYLO - HELICOBACTER PYLORI IGG - ANTICORPOS ANTI

PRAZO: 7.00
SETOR : TERCEIRIZADO.
SINONÍMIA : H.
PYLORI, HP MÉTODO : QUIMIOLUMINESCÊNCIA PREPARO : JEJUM DE 4 HORAS MATERIAL : SORO RECIPIENTE : TUBO COM GEL VOLUME : 1,0 mL CONSERVAÇÃO : ATÉ 7 DIAS REFRIGERADO ENTRE 2 E OU CONGELADO ATÉ 3 MESES.
TRANSPORTE : REFRIGERADO REJEIÇÃO : HEMÓLISE INTENSA, CONSERVAÇÃO E TRANSPOPRTE INADEQUADO

HPYLOM - HELICOBACTER PYLORI IGM - ANTICORPOS ANTI

PRAZO: 7.00
SETOR : TERCEIRIZADO.
SINONÍMIA : H.
PYLORI, HP MÉTODO : ELISA PREPARO : JEJUM DE 4 HORAS MATERIAL : SORO RECIPIENTE : TUBO COM GEL VOLUME : 1,O mL CONSERVAÇÃO : ATÉ 5 DIAS REFRIGERADO ENTRE 2° E 8°C OU CONGELADO ATÉ 30 DIAS.
TRANSPORTE : REFRIGERADO REJEIÇÃO : HEMÓLISE INTENSA, CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO

HT - HEMATOCRITICO

PRAZO: 2.00
SETOR: HEMATOLOGIA METODO: AGLUTINAÇÃO EM PLACA PREPARO: JEJUM DESEJÁVEL DE 4 HORAS MATERIAL: SANGUE TOTAL COM ANTICOAGULANTE - EDTA RECIPIENTE: TUBO DE EDTA CONSERVAÇÃO: 48 HORAS EM TEMPERATURA AMBIENTE OU 7 DIAS REFRIGERADO DE 2° A 8°.
TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEIÇÃO: AMOSTRA COAGULADA

HTLV - HTLV 1 E 2 ANTICORPOS ANTI - PESQUISA

PRAZO: 7.00
SETOR:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
TERCERIZADOS METODO:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
QUIMIOLUMINESCÊNCIA PREPARO:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
JEJUM NAO OBRIGATORIO MATERIAL:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
SORO RECIPIENTE:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
TUBO COM GEL VOLUME:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
2,0 mL CONSERVACAO:.
.
.
.
.
.
ATÉ 3 DIAS REFRIGERADO (SORO TRANSPORTE:.
.
.
.
.
.
.
.
.
REFRIGERADO REJEIÇÃO: .
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
HEMOLOSE, NÃO REFRIGERADO, SEM INFORMAÇÕES, CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO (USO EXCLUSIVO DO SETOR TÉCNICO)

APLICAÇÃO CLINICA:OS RETROVIRUS HTLV I ESTÃO ASSOCIADOS À PARAPARESIA ESPÁSTICA TROPICAL, LEUCEMIA DE CÉLUALAS T DO ADULTO E UVEÍTE.
O HTLV II TEM SIDO ASSOCIADO À LEUCEMIA DE HAIRY CELLS.
A SOROLOGIA PARA HTLV DEVE ESTÁ INDICADA EM DOADORES DE SANGUE, USUÁRIOS DE DROGAS ENDOVENOSAS E NO DIAGNÓSTICO DIFERENCIAL DE PARESIAS ESPÁSTICAS.



HTLV-PCR - HTLV - I, PCR

PRAZO: 13.00
SETOR: TERCERIZADO METODO: REACAO EM CADEIA DA POLIMERASE - PCR PREPARO: NÃO ABRIR O TUBO, ENVIAR EM FRASCO ESTERIL.
MATERIAL: SANGUE TOTAL (EDTA) RECIPIENTE: TUBO EDTA VOLUME: 10 mL CONSERVAÇÃO: - ATÉ 72 HORAS ENTRE 2º A 25º C.
- NÃO CONGELAR.
TRANSPORTE: TEMPERATURA AMBIENTE REJEIÇÃO: - AMOSTRA HEPARINIZADA.
- MICROCOÁGULOS.
- HEMÓLISE.


HTLVCONF - HTLV I E II (DETECÇÃO)

PRAZO: 18.00
SETOR: TERCERIZADO METODO: PCR (REAÇÃO EM CADEIA PELA POLIMERASE) E SEQUENCIAMENTO PREPARO: NÃO CONGELAR AMOSTRA, ENVIAR REFRIGERADA MATERIAL: SANGUE TOTAL COM EDTA RECIPIENTE: TUBO SORO GEL VOLUME: 2 mL CONSERVAÇÃO: REFRIGERADO TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEIÇÃO: AMOSTRA INSUFICIENTE E TRANSPORTE INADEQUADO

HTLVWB - HTLV 1 E 2 WESTERN BLOT

PRAZO: 18.00
SETOR: TERCERIZADO METODO: WESTERN BLOT PREPARO: JEJUM DE 4 HORAS MATERIAL: SORO RECIPIENTE: TUBO SORO GEL VOLUME: 2 mL CONSERVAÇÃO: REFRIGERADO TRANSPORTE: SOB REFRIGERAÇÃO REJEIÇÃO: AMOSTRA INSUFICIENTE E DESCONGELADA

HVAG - HEPATITE A - ANTI - HVA IGG

PRAZO: 5.00
SETOR: TERCERIZADO METODO: ELETROQUIMIOLUMINESCÊNCIA PREPARO : JEJUM DE 4 HS MATERIAL:.
SORO RECIPIENTE: TUBO SORO GEL VOLUME: 1,0 mL CONSERVACAO: REFRIGERADO: 2 DIAS E CONGELADO: 2 MESES TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEICAO : AMOSTRAS INATIVADAS PELO CALOR

HVAM - HEPATITE A - ANTI - HVA IGM

PRAZO: 7.00
SETOR: TERCERIZADO METODO : ELETROQUIMIOLUMINESCÊNCIA PREPARO: JEJUM DE 4 HS MATERIAL: SORO RECIPIENTE :TUBO SORO GEL VOLUME: 1,0 mL CONSERVACAO: REFRIGERADO: 2 DIAS E CONGELADO: 2 MESES TRANSPORT: REFRIGERADO REJEICAO: AMOSTRAS INATIVADAS PELO CALOR (USO EXCLUSIVO DO SETOR TÉCNICO)

APLICAÇÃO CLINICA: UTILIZADO PARA DETECÇÃO QUALITATIVA DE ANTICORPOS DA CLASSE IGM CONTRA AO VÍRUS DA HEPATITE A (HAV) EM SORO E PLASMA HUMANOS.
NA HEPATITE A AGUDA, ANTICORPOS IGM ANTI-HAV APARECEM COM O INÍCIO DOS SINTOMAS E RESISTEM GERALMENTE POR 3 A 6 MESES.
NA HEPATITE AGUDA SÃO ENCONTRADOS ANTICORPOS IGM ASSOCIADOS À PRESENÇA DE IGG.
PRESENÇA DE IGG ISOLADAMENTE INDICA INFECÇÃO PASSADA OU VACINAÇÃO.
A HEPATITE A NÃO CRONIFICA.



HX2 - IGE MULTIPLO POEIRA DOMICILIAR

PRAZO: 7.00
SETOR : TERCERIZADO.
METODO : FLUORESCÊNCIA (FEIA) / IMUNOCAP PREPARO : JEJUM DE 4 HORAS MATERIAL: SANGUE (SORO).
RECIPIENTE: TUBO COM GEL VOLUME : 1,0 mL.
CONSERVAÇÃO: REFRIGERADO, SE O EXAME NÃO FOR REALIZADO NO MESMO DIA CONGELAR AMOSTRA.
TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEIÇÃO: CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO