Exames

A   B  C  D  E  F  G  H  I  J  K  L  M  N  O  P  Q  R  S  T  U  V  W  X  Y  Z  

A1A - ALFA 1 ANTRIPSINA

PRAZO: 5.00
SETOR : TERCEIRIZADO METODO : NEFELOMETRIA PREPARO : JEJUM DE 4 HORAS MATERIAL : SORO RECEPIENTE : TUBO SORO GEL VOLUME : 1 ml CONSEVAÇÃO : REFRIGERADO TRANSPORTE : REFRIGERADO REJEIÇÃO : CONSERVACAO E TRANPORTE INADEQUADO - CONTAMINAÇÃO MICROBIANA.
- AMOSTRA COLHIDA COM GEL SEPARADOR.
- AMOSTRA REPETIDAMENTE CONGELADA E DESCONGELADA.
- AMOSTRA SUBEMTIDA A TEMPERATURA ELEVADA.


A2MACRO - ALFA 2 MACROGLOBULINA

PRAZO: 6.00


AAT - ANTI TIREOGLOBULINA

PRAZO: 6.00
SETOR: TERCERIZADO METODO: QUIMIOLUMINESCÊNCIA PREPARO: JEJUM DESEJÁVEL DE 8 HORAS OU CONFORME ORIENTACAO MEDICA.
* COLHER O SANGUE, NO TUBO GEL, * AGUARDAR FORMAÇÃO COAGULO E APÓS CENRIFUGAR O MATERIAL.
MATERIAL: SANGUE RECIPIENTE: TUBO GEL VOLUME: 2,0 mL CONSERVAÇÃO: ATE 4 DIAS REFRIGERADO.
TRANSPORTE: REFRIGERADO OBS: INFORMAR USO DE MEDICAMENTO, INCLUSIVE FÓRMULAS P/EMAGRECER E, SE - MULHER, INFORMAR SE ESTA GRÁVIDA OU EM USO DE ANTICONCEPCIONAL.
REJEIÇÃO : CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO, LIPEMIA E HEMÓLISE ACENTUADA

AC-BI - ACIDOS BILIARES

PRAZO: 15.00


AC. METM - ACIDO METIL MALONICO SANGUE

PRAZO: 40.00


ACCHLIGM - CHLAMYDIA TRACHOMATIS IGM, ANTIC ANTI

PRAZO: 5.00
SETOR : TERCEIRIZADO.
MÉTODO: IMUNOFLUORESCÊNCIA INDIRETA PREPARO: * JEJUM 8 HORAS * INTERVALO ENTRE AS MAMADAS PARA LACTENTES MATERIAL: SORO RECIPIENTE: TUBO SORO COM GEL VOLUME : 1 mL DE SORO INTERF.
: HEMÓLISE CONSERV.
: REFRIGERADO DE 2 A 8° ATÉ 5 DIAS.
APÓS ESSE PERÍODO CONGELAR.
TRANSPORTE: REFRIGERADO.
REJEIÇÃO: HEMÓLISE, CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO.


ACE - CETONEMIA, PESQUISA

PRAZO: 15.00
*** ATUALIZADO EM 30/05/2008 MARCOS TÚLIO *** NOME DO EXAME: PESQUISA DE CETONEMIA SETOR : TERCEIRIZADO.
FEITO DIÁRIO ( 3 DIA ) SINONIMIA : CETONEMIA / PESQ.
DE CORPOS CETÔNICOS METODO : TIRA REAGENTE COM ESCALA DE CORES PREPARO : JEJUM DE 10 HORAS OU CONFORME ORIENTAÇÃO MÉDICA MATERIAL: SANGUE - SORO VOLUME : MINIMO 2,0 mL CONSERVAÇÃO: ATÉ 48 HORAS REFRIGERADO TRANSPORTE: REFRIGERADO 2 A 8°C INTERFERENTES: LEVODOPA V.
REFERENCIA : NEGATIVA APILC.
CLINICA: PRIVAÇÃO DE CARBOIDRATOS E AUMENTO DO METABOLISMO DE ÁCIDOS GRAXOS RESULTA EM AUMENTO DA CETONEMIA.
É ENCONTRADO NO DIABETES MELITO DESCOMPENSADO, ETILISMO, ESTRESSE, VÔMITOS, DIARRÉIAS E DOENÇAS METABÓLICAS.
FALSO-NEGATIVOS E FALSO-POSITIVOS PODEM OCORRER POR INTERFERÊNCIA DE DROGAS, COMO A LEVODOPA.
A QUANTIFICAÇÃO DE ACETONA NO SANGUE PODE SER REALIZADA POR CROMATOGRAFIA GASOSA, APRESENTANDO UTILIDADE NA MONITORIZAÇÃO DA EXPOSIÇÃO OCUPACIONAL.


ACETIL - ACETILCOLINA - ANTICORPO ANTI-RECEPTOR DE ACETILCOLINA

PRAZO: 7.00
SETOR : TERCEIRIZADO METODO : RADIOIMUNOENSAIO PREPARO: JEJUM DE 4 H MATERIAL:SORO RECIPIENTE: TUBO SORO GEL VOLUME : 2 mL A 3 mL CONSERVAÇÃO: CONGELADO.
ENVIAR NO GELO DE MANEIRA QUE O MATERIAL CHEGUE CONGELADO NO LABORATÓRIO.
REJEIÇÃO :HEMÓLISE, LIPEMIA

ACETILDN - ACETILCOLINA - ANTICORPO ANTI-RECEPTOR DE ACETILCOLINA

PRAZO: 7.00
SETOR: TERCEIRIZADO MÉTODO: RADIOIMUNOENSAIO PREPARO: JEJUM DESEJÁVEL DE 8 HORAS MATERIAL: SORO VOLUME: MINIMO DE 2 ML CONCERVAÇÃO: CONGELAR ENTRE -5O E -25O C, PREFERENCIALMENTE A - 20OC.
ENVIAR, ATÉ 7 DIAS, NO GELO DE MANEIRA QUE O MATERIAL CHEGUE CONGELADO AO LABORATORIO.
TRANSPORTE: CONGELADO REJEIÇÃO: - HEMOLISE ACENTUADA LIPEMIA ACENTUADA, - FIBRINA, CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO.


ACETONA - ACETONA PESQUISA

PRAZO: 7.00
SETOR: URINALISE METODO: TIRA REAGENTE PREPARO: - COLHER URINA APÓS RETENÇÃO URINÁRIA MÍNIMA DE 4 HORAS.
LAVAR AS MÃOS, FAZER HIGIENE DA GENITÁLIA COM ÁGUA E SABÃO, SECAR, DESPREZAR O 1º JATO DE URINA E COLETAR O JATO MÉDIO EM FRASCO PRÓPRIO.
- COLHER URINA DE FINAL DE JORNADA DE TRABALHO.
MATERIAL: URINA RECIPIENTE: FRASCO DE URINA ESTERIL VOLUME: 5,0 mL CONSERVAÇÃO: REFRIGERADA DE 2 A 8 ° TRANSPORTE> REFRIGERADO REJEIÇÃO: CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO.
-

ACL - ANTICOAGULANTE LUPICO

PRAZO: 5.00
> MATERIAL: PLASMA CITRATO CONGELADO > PREPARO: JEJUM DE 4 HORAS > RECIPIENTE: TUBO COM CITRATO PARA COLETA E TUBO PLÁSTICO PARA TRANSPORTE > VOLUME: MÍNIMO DE 1mL > COLETA: - COLHER 2 TUBOS DE CITRATO TOTALMENTE PREENCHIDO, TANTO PARA ADULTOS COMO CRIANÇAS, SEM GARROTEAR OU COM GARROTEAMENTO MÍNIMO.
O TUBO DE CITRATO DEVERA SER O SEGUNDO NA ORDEM DA COLETA.
SE NAO HOUVER SOLICITACAO DE OUTRO EXAME, COLHER UM TUBO SEM ANTICOAGULANTE, E DEPOIS COLHER O TUBO COM CITRATO.
CENTRIFUGAR IMEDIATAMENTE APOS A COLETA (3000 RPM POR 15 MINUTOS).
SEPARAR O PLASMA CUIDADOSAMENTE, TRANSFERINDO-O PARA UM TUBO PLASTICO.
CUIDADO PARA NAO TOCAR A PONTEIRA NA CAMADA DE CELULAS, POIS ISTO PODE CONTAMINAR O PLASMA COM PLAQUETAS.
REPETIR O PROCESSO DE CENTRIFUGACAO TRANSFERINDO NOVAMENTE O SOBRENADANTE PARA OUTRO TUBO COM OS MESMOS CUIDADOS ANTERIOES A FIM DE GARANTIR UM PLASMA COM MENOS DE 10.
000 PLAQUETAS POR MM3 DE PLASMA.
CONTAR O NUMERO DE PLAQUETAS RESIDUAL E CASO TENHA MAIS DE 10.
000/ MM3 REPETIR O PROCESSO DE CENTRIFUGACAO.
SE POSSIVEL INFORMAR NO PEDIDO A CONTAGEM ENCONTRADA.
SEPARAR O PLASMA EM DUAS ALIQUOTAS DE NO MINIMO 1ML CADA E CONGELAR IMEDIATAMENTE.
ENVIAR O MATERIAL CONGELADO EM GELO SECO, COM VOLUME MÍNIMO DE 1 ML DE PLASMA POBRE EM PLAQUETAS.
TRANSPORTE: PLASMA CITRATADO CONGELADO CONSERVAÇÃO: ATÉ 30 DIAS CONGELADO.
REJEIÇÃO: HEMÓLISE, AMOSTRA DESCONGELADA, AMOSTRA RICA EM PLAQUETAS.


ACLAT - ACIDO LATICO VENOSO

PRAZO: 3.00
PREPARO: NAO HA NECESSIDADE DE JEUM MATERIAL: PLASMA FLUORETADO OBTIDO A PARTIR DE SANGUE ARTERIAL OU VENOSO RECIPIENTE: 01 TUBO COM FLUORETO (TAMPA CINZA) VOLUME: 1,5 mL PLASMA CONSERV.
: CENTRIFUGAR IMEDIATAMENTE, SEPARAR, REFRIGERAR.
TRANSPORTE: REFRIGERADO.
REJEIÇÃO : MATERIAL SEM REFRIGERAÇÃO E HEMOLISADO.
> ESTABILIDADE: 6 DIAS REFRIGERADO.
> APLIC.
CLÍNICA: O ÁCIDO LÁTICO (LACTATO) É UM INTERMEDIÁRIO DO METABOLISMO DOS CARBOIDRATOS, SENDO O PRINCIPAL METABÓLITO DO GLICOGÊNIO EM ANAEROBIOSE.
VALORES ELEVADOS SÃO ENCONTRADOS NO PÓS-PRANDIAL, APÓS EXERCÍCIOS FÍSICOS, NO CHOQUE, INSUFICIÊNCIA RENAL, HEPÁTICA, INTOXICAÇÃO POR ETANOL, USO DE MEDICAMENTOS (BIGUANIDAS, SALICILATOS, BARBITÚRICOS), GLICOGENOSES CONGÊNITAS, ANOMALIAS DO METABOLISMO DE ÁCIDOS GRAXOS E AMINOÁCIDOS.
NÍVEIS ELEVADOS DE ÁCIDO LÁTICO NO LIQUOR SÃO ENCONTRADOS NA MENINGITE BACTERIANA, AO CONTRÁRIO DA MENINGITE VIRAL, EM QUE NÍVEIS NORMAIS SÃO USUALMENTE ENCONTRADOS.


ACLAT2 - ACIDO LATICO ARTERIAL

PRAZO: 3.00
PREPARO: NAO HA NECESSIDADE DE JEUM MATERIAL: PLASMA FLUORETADO OBTIDO A PARTIR DE SANGUE ARTERIAL OU VENOSO RECIPIENTE: 01 TUBO COM FLUORETO (TAMPA CINZA) VOLUME: 1,5 mL PLASMA CONSERV.
: CENTRIFUGAR IMEDIATAMENTE, SEPARAR, REFRIGERAR.
TRANSPORTE: REFRIGERADO.
REJEIÇÃO : MATERIAL SEM REFRIGERAÇÃO E HEMOLISADO.
ESTABILIDADE: 6 DIAS REFRIGERADO.
> APLIC.
CLÍNICA: O ÁCIDO LÁTICO (LACTATO) É UM INTERMEDIÁRIO DO METABOLISMO DOS CARBOIDRATOS, SENDO O PRINCIPAL METABÓLITO DO GLICOGÊNIO EM ANAEROBIOSE.
VALORES ELEVADOS SÃO ENCONTRADOS NO PÓS-PRANDIAL, APÓS EXERCÍCIOS FÍSICOS, NO CHOQUE, INSUFICIÊNCIA RENAL, HEPÁTICA, INTOXICAÇÃO POR ETANOL, USO DE MEDICAMENTOS (BIGUANIDAS, SALICILATOS, BARBITÚRICOS), GLICOGENOSES CONGÊNITAS, ANOMALIAS DO METABOLISMO DE ÁCIDOS GRAXOS E AMINOÁCIDOS.
NÍVEIS ELEVADOS DE ÁCIDO LÁTICO NO LIQUOR SÃO ENCONTRADOS NA MENINGITE BACTERIANA, AO CONTRÁRIO DA MENINGITE VIRAL, EM QUE NÍVEIS NORMAIS SÃO USUALMENTE ENCONTRADOS.


ACORG - ACIDOS ORGANICOS

PRAZO: 32.00


ACRS - CROMATOGRAFIA AMINOACIDOS QUANTITATIVO

PRAZO: 17.00
SETOR : TERCEIRIZADO.
MÉTODO : CROMATOGRAFIA LIQUIDA DE ALTA PERFORMANCE PREPARO: JNO COLETA: TUBO COM HEPARINA, CENTRIFUGAR E CONGELAR O PLASMA IMEDIATAMENTE APÓS A COLETA.
SE A COLETA FOR COM SERINGA: COLHER 5 mL DE SANGUE EM SERINGA HEPARINIZADA.
A QUANTIDADE DE HEPARINA DEVE SER O SUFICIENTE PARA UMEDECER AS PAREDES DA SERINGA.
* CENTRIFUGAR RAPIDAMENTE APÓS A COLETA * CONGELAR IMEDIATAMENTE O PLASMA OBTIDO MATERIAL : PLASMA HEPARINIZADO INTERFERENTES: ÁC.
ASCÓRBICO, ASPARTAME, ASPIRINA, BACTRIM E ASSOCIAÇÕES, CONTRACEPTIVOS ORAIS, GLICOSE, INDOMETACINA, VALPROATO.
VOLUME : 5 ML CONSERV.
: ATÉ 14 DIAS CONGELADO TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEIÇÃO: CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO

ACTH - ACTH HORMONIO ADRENOCORTICOTROFICO

PRAZO: 7.00
SETOR : TERCEIRIZADO METODO : QUMIOLUMINESCÊNCIA PREPARO : JEJUM DESEJÁVEL DE 4 HORAS.
DEVE SER REALIZADA ANTES DA PRÓXIMA DOSE DO MEDICAMENTO.
A DOSE DE MEDICAMENTO DEVE SER ESTÁVEL POR PELO MENOS DOIS DIAS E NÃO DEVE TER HAVIDO FALHA NA TOMADA DO MESMO.
EM SUSPEITA DE INTOXICAÇÃO, PELO MENOS SEIS HORAS APÓS A ÚLTIMA DOSE.
MATERIAL : SORO/EDTA RECEPIENTE : TUBO SORO GEL VOLUME :2 ML CONSEVAÇÃO : - ATE 7 DIAS REFRIGERADO ENTRE 2 E 8º C TRANSPORTE : REFRIGERADO REJEIÇÃO : MEMOLISE ACENTUADA.
LIPEMIA ACENTUADA.
FIBRINA.
COAGULO.
INTERFERENTES: RECOMENDA-SE TOMADA DO MEDICAMENTO E COLETA DA AMOSTRA REALIZADAS DE MODO CONSTANTE, DADA À CARACTERÍSTICA CIRCADIANA DAS CONCENTRAÇÕES DE ÁCIDO VALPRÓICO.
A EXPOSIÇÃO A QUALQUER AGENTE METABOLIZADO DO ÁLCOOL OU HEPATOTÓXICO PODE INTERFERIR NOS NÍVEIS SÉRICOS DA DROGA, ESPECIALMENTE ÁLCOOL.
PROCESSOS PATOLÓGICOS QUE ENVOLVAM O FÍGADO TAMBÉM PODEM INTERFERIR NOS VALORES

ACTHD - ACTH P/ SUPRESSAO C/ DEXAMETASONA

PRAZO: 6.00
> EXAME TERCERIZADO > PREPARO: JEJUM DE 4 HORAS > INSTRUÇÕES: O ACTH pode ser dosado isoladamente ou em conjunto com o cortisol em qualquer um dos testes abaixo (vide instrucao para cortisol).
.
Teste rapido com 1 mg de dexametasona .
Teste com 2 mg/dia de dexametasona - LIDDLE I .
Teste com 8 mg/dia de dexametasona - LIDDLE II .
Teste rapido com 8 mg de dexametasona .
Supressao com dexametasona em criancas Dose baixa (equivale a 2 mg): 30 mcg/kg/dia Dosa alta (equivale a 8 mg): 120 mcg/kg/dia Calcular a dose total, dividir em 4 tomadas, fracionar de 6 em 6 horas por 2 dias.
EX: 0,5 de 6/6 hs durante 2 dias (Liddle 1) Teste rapido (tomar VO comprimidos ou solucao de Dexametasona): 15 mcg/kg as 23:00 horas.
> COLETA: O CLIENTE, APS TER INGERIDO A MEDICACAO NA NOITE ANTERIOR, FARA A COLETA DO SANGUE AS 08 HORAS DO DIA SEGUINTE > CONSERVAÇÃO: Enviar no gelo de maneira que o material chegue congelado ao laboratorio.
REJEIÇÃO: - Hemolise acentuada.
- Lipemia acentuada.
- Fibrina.
- Coagulo

ACUR - ACIDO URICO

PRAZO: 3.00
NAO HA NECESSIDADE DE JEJUM PREVIO MATERIAL: SAGUE (SORO) // PODE SER FEITO EM PLASMA RECIPIENTE: TUBO COM GEL (TAMPA AMARELA).
VOLUME:.
> 0,5 mL.
CONSERV: REFRIGERADO:ATÉ 7 DIAS E CONGELADO:7 DIAS TRANSPORTE:.
.
.
REFRIGERADO REJEIÇÃO:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
LIPEMIA OU HEMOLISE APLICAÇÃO CLÍNICA : O ÁCIDO ÚRICO É O PRODUTO FINAL DO METABOLISMO DAS PURINAS, ESTANDO ELEVADO EM VARIAS SITUAÇÕES CLINICAS ALÉM DA GOTA.
SOMENTE 10% DOS PACIENTES COM HIPERURICEMIA TEM GOTA.
NIVEIS ELEVADOS TAMBEM SÃO ENCONTRADOS NA INSUFICIENCIA RENAL, ETILISMO, CETOACIDOSE DIABETICA, PSORIASE, PRE-ECLAMPSIA, DIETA RICA EM PURINAS, NEOPLASIAS, POS-QUIMIOTERAPIA E RADIOTERAPIA, USO DE PARACETAMOL, AMPICILINA, ASPIRINA (DOSES BAIXAS), DIDANOSINA, DIURETICOS, BETA-BLOQUEADORES, DENTRE OUTRAS DROGAS.
DIMINUIÇÃO DOS NIVEIS É ENCONTRADA NA DIETA POBRE EM PURINAS, DEFEITOS DOS TUBULOS RENAIS, PORFIRIA, USO DE TETRACICLINA, ALOPURINOL, ASPIRINA, CORTICOIDES, INDOMETACINA, METOTREXATO, METILDOPA, VERAPAMIL, INTOXICAÇÃO POR METAIS PESADOS E NO AUMENTO DO CLEARENCE RENAL.


ACURU - ACIDO URICO URINA ALEATORIA

PRAZO: 2.00
> ATUALIZADO EM 26/11/2010 > PREPARO: NAO UTILIZAR CREME/OVULO VAGINAIS 24 H ANTES E DURANTE A COLETA > MATERIAL : URINA JATO MEDIO > RECIPIENTE : FRASCO DE POLIETILENO > VOLUME: 20 ML > CONSERV.
: ATÉ 7 DIAS REFRIGERADO.
> TRANSPORTE: REFRIGERADO > REJEICAO: ACIDO ASCORBICO NA AMOSTRA > APLIC.
CLINICA: A DETERMINAÇÃO DO ÁCIDO ÚRICO EM AMOSTRAS DE SANGUE, URINA E OUTROS LÍQUIDOS BIOLÓGICOS ÚTIL NA AVALIAÇÃO DO METABOLISMO DA PURINA, ADENOSINA E GUANOSINA.
A EXCREÇÃO DO ÁCIDO ÚRICO OCORRE POR VIA RENAL (75%) E INTESTINAL (25%).
A PRESENÇA DE HIPERURICOSÚRIA ESTÁ ASSOCIADA A FORMAÇÃO DE CÁLCULOS RENAIS.
CÁLCULOS DE ÁCIDO ÚRICO PODEM ESTAR PRESENTES TANTO NA GOTA COMO EM PACIENTES COM HIPEURICEMIA SECUNDÁRIA (EX.
NEOPLASIAS).


ACURU12 - ACIDO URICO URINA 12 HORAS

PRAZO: 3.00
SETOR:BIOQUIMICA METODO: ENZIMATICO COLORIMETRICO PREPARO: JEJUM NÃO OBRIGATORIO MATERIAL: URINA DE 12 HORAS RECIPIENTE: FRASCO DE URINA ESTÉRIL DE URINA VOLUME: TODO VOLUME EXCRETADO EM 12 HORAS CONSERVACAO: BICARBONATO DE SODIO 5G POR LITRO DE URINA E MANTER SOB REFRIGERAÇÃO TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEICAO: NÃO CONTER CONSERVATE E NÃO ESTAR REFRIGERADA APLICAÇÃO CLINICA: DIAGNÓSTICO DA URICOSÚRIA, PRINCIPALMENTE EM CASOS DE LITÍASE RENAL DE REPETIÇÃO POR URATOS; IDENTIFICAÇÃO DE PACIENTES COM RISCO DE FORMAÇÃO DE CÁLCULOS E DEFEITOS GENÉTICOS.
VALORES AUMENTADOS: DIETAS RICAS EM PURINAS (NEM SEMPRE ACOMPANHADO DE HIPERURICEMIA).
VALORES DIMINUÍDOS: INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA OU AGUDA.
INTERFERENTES: VER ÁCIDO ÚRICO.


ACVAL - ACIDO VALPROICO

PRAZO: 5.00
SETOR: TERCERIZADO METODO: QUIMIOLUMINESCÊNCIA PREPARO:JEJUM OBRIGATÓIO DE 8 HORAS (DO MEDICAMENTO), OU CONFORME ORIENTAÇÃO MÉDICA.
COLHER DE PREFERÊNCIA ANTES DA PRÓXIMA DOSE DO MEDICAMENTO OU C.
O.
M.
MATERIAL : SANGUE (SORO), RECIPIENTE : TUBO SOR GEL.
(TAMPA VERMELHA) INTERFERENTES: HEMÓLISE OU LIPEMIA INTENSA.
VOLUME: MINIMO 2,0 ML CONSERVAÇÃO : REFRIGERADO:2 DIAS DE 2 A 8° E CONGELADO:30 DIAS TRANSPORTE : REFRIGERADO REJEIÇÃO : AMOSTRA COLHIDA NO SORO NO GEL SEPARADOR,HEMOLISE OU LIPEMIA INTENSA CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO.


AD3 - TRICICLICOS - ANTIDEPRESSIVOS

PRAZO: 7.00
SETOR: TERCEIRIZADO MÉTODO: FLUORESCÊNCIA POLARIZADA MATERIAL: SORO RECIPIENTE: TUBO SORO SINÔNIMO: AMITRIPTILINA,NORTRIPTILINA, IMIPRAMINA,DESIPRAMIN VOLUME: 2,0 ML TEMPERATURA: SOB REFRIGERAÇÃO COLETA: JEJUM NÃO NECESSÁRIO.
INTERPRETAÇÃO: USO: CONTROLE TERAPÊUTICO.
OS TRICÍCLICOS (TAD) SÃO LARGAMENTE USADOS COMO ANTIDEPRESSIVOS, ESTANDO FREQÜENTEMENTE ENVOLVIDOS EM TENTATIVAS DE SUICÍDIO (POR ESTA RAZÃO DEVE-SE INDICAR NO PEDIDO SE O QUE SE DESEJA É CONTROLE INDIVIDUAL DE DOSE OU PESQUISA DE "OVERDOSE").
OS TAD APRESENTAM UMA ESTREITA "JANELA TERAPÊUTICA", ISTO É, SUA DOSE TERAPÊUTICA É PRÓXIMA DA DOSE TÓXICA, HAVENDO GRANDES VARIAÇÕES PESSOAIS.
NEGROS GERALMENTE APRESENTAM NÍVEIS SANGÜÍNEOS 50% MAIORES QUE BRANCOS, PARA UMA MESMA DOSE.
SINTOMAS DE "OVERDOSE" PODEM SER ASSEMELHAR ÀQUELES QUE ORIGINAM A PRESCRIÇÃO.
UM ÍNDICE SUGESTIVO DE "OVERDOSE" É O ALARGAMENTO DE QRS >100MSEG.
ESTUDOS RECENTES MOSTRAM QUE EXISTE POUCA RELAÇÃO ENTRE A DOSE ORAL E PLASMÁTICA, PRINCIPALMENTE EM CRIANÇAS ADOLESCENTES.
OS IDOSOS TENDEM A TER NÍVEIS MAIS ALTOS QUE JOVENS, COM A MESMA DOSE.


ADA - ADA - ADENOSINA DEAMINASE

PRAZO: 7.00
PREPARO: JEJUM NÃO OBRIGATORIO > MATERIAL: DIVERSOS( SORO, LÍQUOR, LÍQUIDO PLEURAL, LIQUIDO PERICARDIO, LIQUIDO ASCITICO) > RECIPIENTE: SORO: ATÉ 7 DIAS REFRIGERADO LÍQUIDOS CORPORAIS: ATÉ 2 DIAS REFRIGERADO > VOLUME : 5mL SORO LÍQUOR, LÍQ.
PLEURAL, LÍQ.
ASCÍTICO, LÍQ.
PERICÁRDIO > INTERFERENTES: DEPENDE DE CADA MATERIAL > CONSERVACAO : REFRIGERADO > REJEICAO : CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO > APLIC.
CLINICA: ADA É UMA ENZIMA QUE CATALISA A CONVERSÃO DA ADENOSINA À INOSINA, PARTICIPANDO DO PROCESSO DE DIFERENCIAÇÃO E PROLIFERAÇÃO DE LINFOCITOS.
NIVEIS ELEVADOS DA ADA SÃO INDICADORES INDIRETOS DE TUBERCULOSE MENINGEA, PERICARDICA E PERITONEAL.
NO LÍQUIDO PLEURAL TEM SENSIBILIDADE DE 99% PARA DIAGNÓSTICO DE TUBERCULOSE; NO LÍQUOR TEM SENSIBILIDADE DE 90% E ESPECIFICIDADE DE 94%; NO LÍQUIDO PERICÁRDICO TEM SENSIBILIDADE DE 99% E ESPECIFICIDADE DE 83%; NO LÍQUIDO ASCÍTICO TEM SENSIBILIDADE DE 95% E ESPECIFICIDADE DE 96%; A DOSAGEM DA ADA NO SORO NÃO TEM VALOR DIAGNÓSTICO.
RESULTADOS FALSO- NEGATIVOS PODEM OCORRER EM PACIENTES COM SIDA.
NÍVEIS ELEVADOS TAMBÉM PODEM SER ENCONTRADOS EM INFECÇÕES BACTERIANAS, CRIPTOCOCCICAS E NEOPLASIAS.
ESTA DOSAGEM NÃO SUBSTITUI A BIÓPSIA NO DIAGNÓSTICO DE TUBERCULOSE.


ADIPON - ADIPONECTINA

PRAZO: 50.00
- Jejum obrigatório de 12 horas.


AEO - ANTIESTREPTOLISINA "O" AEO

PRAZO: 3.00
SETOR; BIOQUIMICA MÉTODO: AGLUTINAÇÃO DE PARTICULAS POR LATEX.
PREPARO: JEJUM DE 4 HORAS MATERIAL: SORO MINIMO DE 2 ML RECIPIENTE: TUBO SORO GEL VOLUME: MINIMO DE 2ML CONSERVAÇÃO: 2 DIAS REFRIGERADO DE 2° A 8° TRASPORTE: REFRIGERADO REJEIÇÃO: TRANSPORTE E CONSERVAÇÃO INADEQUADOS APLICAÇÃO CLINICA:USO: DIAGNÓSTICO E AVALIAÇÃO DE PROCESSOS INFECCIOSOS POR STREPTOCOCCUS DO GRUPO A (PRINCIPALMENTE S.
PYOGENES); DIAGNÓSTICO E AVALIAÇÃO DE FEBRE REUMÁTICA E GLOMERULONEFRITE AGUDA.
A ESTREPTOLISINA O É UMA PROTEÍNA DE CAPACIDADE HEMOLÍTICA, PRODUZIDA PELOS ESTREPTOCOCOS DO GRUPO A.
EM INDIVÍDUOS INFECTADOS POR ESTES ORGANISMOS, ESTA PROTEÍNA AGE COMO ANTÍGENO, ELICITANDO RESPOSTA IMUNE DO PACIENTE.
OS TÍTULOS INICIAM SUA ASCENSÃO EM CERCA DE 7 DIAS, ATINGINDO PICOS EM CERCA DE 14-30 DIAS.
NA AUSÊNCIA DE COMPLICAÇÕES OU REINFECÇÃO, ESTES TÍTULOS DECRESCEM A NÍVEIS PRÉ-INFECÇÃO EM CERCA DE 6-12 MESES.
É POSSÍVEL O ENCONTRO DE SITUAÇÕES FALSO-POSITIVAS, MAS, EM GERAL, TESTES COM TÍTULOS ELEVADOS ESTÃO ASSOCIADOS A PROCESSOS INFECCIOSOS VIGENTES OU PASSADOS POR ESTREPTOCOCOS, OU QUADROS DE GLOMERULONEFRITES PÓS-ESTREPTOCÓCICAS E FEBRE REUMÁTICA.
EM CASOS COM SUSPEITA CLÍNICA E TÍTULOS NÃO REAGENTES OU DIMINUÍDOS, É RECOMENDÁVEL A REPETIÇÃO DO TESTE EM PERÍODOS DE DUAS A QUATRO SEMANAS.
TÍTULOS PERSISTENTEMENTE ELEVADOS PODEM ESTAR ASSOCIADOS A ESTADO DE PORTADOR ESTREPTOCÓCICO SEM PATOLOGIA ASSOCIADA.


AFREF - PARASITOLOGICO DE FEZES, EXAME A FRESCO

PRAZO: 3.00
SETOR:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
PARASITOLOGIA.
FEITO DIÁRIO ( LIBERAÇÃO EM 1 DIA ) MÉTODO:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
DIRETO A FRESCO PREPARO:.
.
.
.
.
.
.
.
.
EVITAR USO DE LAXANTES, ANTIÁCIDOS, CONTRASTE ORAL E SUPOSITÓRIOS NOS 3 DIAS QUE ANTECEDEM A COLETA MATERIAL:.
.
.
.
.
.
.
.
.
FEZES RECENTE A FRESCO RECIPIENTE:.
.
.
.
.
.
FRASCO FORNECIDO PELO LABORATÓRIO VOLUME:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
1/3 DO FRASCO DE COLETA DE FEZES - FRASCO PRÓPRIO CONSERVAÇÃO:.
30 MINUTOS APÓS COLETA TRANSPORTE:.
.
.
TEMPERATURA AMBIENTE REJEIÇÃO:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
CONTRASTES RADIOLÓGICOS, FEZES CONSISTENTES (SOLIDIFICADAS), FEZES REFRIGERADA OU COM PRAZO SUPERIOR A 30 MINUTOS APÓS COLETA.
*** OBSERVAÇÃO: ESTE EXAME É REALIZADO SOMENTE COM FEZES LÍQUIDAS OU CLIENTE COM DIARRÉIA *** VALOR DE REFERÊNCIA: NEGATIVO (USO EXCLUSIVO DO SETOR TÉCNICO)

APLICAÇÕES CLÍNICAS: O EXAME DIRETO A FRESCO É UM MÉTODO INDICADO PRINCIPALMENTE PARA PESQUISA DE TROFOZOÍTOS DE PROTOZOÁRIOS EM FEZES DIARRÉICAS RECÉM EMITIDAS (NO MÁXIMO 30 MINUTOS APÓS COLETA).
OUTRAS FORMAS DE PARASITAS PODEM SER ENCONTRADOS.



AGA - GLIADINA IGA - ANTICORPOS ANTI

PRAZO: 8.00
*** REVISADO EM 28/05/2008 MARCOS TÚLIO *** NOME DO EXAME : ANTI GLIADINA (IgA) SETOR : TERCEIRIZADO.
FEITO 2ª E 4ª ( 4 DIAS ) SINONIMIA :ANTI-GLUTEN, DOENÇA CELÍACA METODO : IMUNOENSAIO ENZIMÁTICO PREPARO : JEJUM NÃO OBRIGATÓRIO MATERIAL: SANGUE (SORO) RECIPIENTE : TUBO COM GEL VOLUME : 1,0 mL DE SORO INTERFERENTES : LIPEMIA, HEMÓLISE CONSERVACAO:ATÉ 3 DIAS REFRIGERADO V.
REFERENCIA : NEGATIVO - INDICE INFERIOR A 1,0 INDETERMINADO - INDICE ENTRE 1,0 E 1,4 POSITIVO - INDICE SUPERIOR A 1,4 APLIC.
CLINICA : TESTE ÚTIL PARA DIAGNÓSTICO E MONITORIZAÇÃO DO TRATAMENTO DA DOENÇA CELÍACA (DC) E DA DERMATITE HERPETIFORME.
NA DC, A INGESTÃO DE GLÚTEN LEVA A PRODUÇÃO DE ANTICORPOS IgG E IgA ANTI-GLIADINA E ANTICORPOS ANTI-ENDOMÍSIO.
RESULTADO NEGATIVO NÃO AFASTA COMPLETAMENTE DC.
APRESENTAM SENSIBILIDADE E ESPECIFICIDADE INFERIOR AO ANTI- ENDOMÍSIO.
A DETECÇÃO DE ANTI-GLIADINA IgG É IMPORTANTE, POIS 10% DOS PACIENTES PORTADORES DE DC TEM DEFICIENCIA CONGÊNITA DE IgA.
ANTI- GLIADINA IgA ESTÁ PRESENTE EM 75 A 90% DOS CASOS DE DC.
ANTI-GLIADINA IgG ESTA PRESENTE EM 69 A 85% DOS PACIENTES COM DC E 29% DE INDIVÍDUOS SEM A DOENÇA.
A DOSAGEM DE ANTI-GLIADINA IgM NÃO AGREGA PODER DIAGNÓSTICO.
REDUÇÃO DOS TITULOS DE GLIADINA OCORREM EM MESES APÓS O INÍCIO DA RESTRIÇÃO DIETÉTICA.
O PADRÃO OURO PARA DIAGNÓSTICO DE DC É A BIÓPSIA INTESTINAL.


AGAD - GAD- AUTO ANTICORPOS ANTI

PRAZO: 7.00
SETOR : TERCEIRIZADO.
SINONÍMIA : ANTI-GLUTAMATO DECARBOXILASE MÉTODO : ELISA PREPARO : JEJUM NÃO OBRIGATÓRIO MATERIAL: SANGUE (SORO) RECIPIENTE: TUBO COM GEL VOLUME : 1,0 mL CONSERV.
: CONGELADO TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEIÇÃO: CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO

AGBS - HBSAG - ANTIGENO AUTRALIA

PRAZO: 7.00
SETOR : TERCERIZADO SINONÍMIA: ANTIGENO AUSTRALIA/HBsAg / ANTÍGENO DE SUPERFÍCIE DO VÍRUS DA HEPATITE B / HEPATITE B METODO : QUIMIOLUMINESCÊNCIA PREPARO : JEJUM NÃO OBRIGATÓRIO MATERIAL: SANGUE (SORO) RECIPIENTE : TUBO COM GEL VOLUME : MINIMO 1,0 mL CONSERVAÇÃO : REFRIGERADO - 14 DIAS E CONGELADO - 3 MESES TRANSPORTE : REFRIGERADO REJEIÇÃO: CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO

AGG - GLIADINA IGG - ANTICORPOS ANTI

PRAZO: 7.00
SETOR : TERCEIRIZADO.
METODO : FEIA SINONÍMIA: ANTI-GLUTEN, DOENÇA CELÍACA PREPARO : JEJUM NÃO OBRIGATORIO MATERIAL: SANGUE (SORO) RECIPIENTE: TUBO COM GEL VOLUME : 1,0 mL DE SORO CONSERVACAO: ATÉ 3 DIAS REFRIGERADO

AGHBE - HBEAG - HEPATITE B - ANTIGENO HBE

PRAZO: 8.00
*** REVISADO EM 28/05/2008 MARCOS TÚLIO *** NOME DO EXAME: HBeAG SETOR : TERCEIRIZADO ( 4 DIAS ) SINONIMIA: PESQUISA DE ANTIGENO HBe/PESQUISA DE REPLICAÇÃO VIRAL NA HEPATITE B/ ANTÍGENO DA HEPATITE B METODO : ELETROQUIMIOLUMISCENCIA PREPARO : JEJUM OBRIGATÓRIO DE 8 HORAS MATERIAL : SANGUE (SORO) RECIPIENTE: TUBO COM GEL VOLUME : MINIMO 1,0 mL CONSERVACAO: REFRIGERADO: 5 DIAS E CONGELADA: 3 MESES TRANSPORTE : REFRIGERADO REJEICAO : HEMÓLISE INTENSA OU LIPEMIA V.
REFERENCIA: NAO REAGENTE APLIC.
CLINICA: O ANTÍGENO HBE (HBEAG) É UM PEPTÍDEO DO CORE DO VÍRUS DA HEPATITE B (HBV), ASSOCIADO À REPLICAÇÃO VIRAL.
O HBEAG SE POSITIVA NA FASE AGUDA DA HEPATITE B, EM GERAL UMA SEMANA APÓS POSITIVAÇÃO DO HBSAG, TORNANDO-SE NEGATIVO ANTES DA NEGATIVAÇÃO DO HBSAG.
A PRESENÇA DE HBEAG ESTÁ RELACIONADA À REPLICAÇÃO VIRAL, INDICANDO MAIOR ATIVIDADE DA DOENÇA.
ASSIM, O HBEAG É USADO PARA ACESSAR PROGNÓSTICO E ATIVIDADE DA HEPATITE B.
NA HEPATITE B AGUDA, SUA PRESENÇA APÓS 10 SEMANAS DE INFECÇÃO ESTÁ ASSOCIADA A MAIOR CHANCE DE EVOLUÇÃO PARA FORMA CRÔNICA.
NA HEPATITE B CRÔNICA, APRESENÇA DE HBEAG INDICA MAIOR ATIVIDADE DA DOENÇA.


AGL - ACIDOS GRAXOS LIVRES - NEFA

PRAZO: 10.00


AGM - GLIADINA IGM - ANTICORPOS ANTI

PRAZO: 7.00
SETOR:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
TERCERIZADO SINONIMIA:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
ANTI-GLÚTEN, DOENÇA CELÍACA MÉTODO:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
FEIA PREPARO:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
JEJUM NÃO OBRIGATÓRIO MATERIAL:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
SANGUE (SORO) RECIPIENTE:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
TUBO COM GEL VOLUME:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
1,0 mL DE SORO INTERFERENTES:.
.
LIPEMIA, HEMÓLISE CONSERVAÇÃO:.
.
.
.
.
ATÉ 3 DIAS REFRIGERADO

AHIST - HISTONA, ANTICORPOS

PRAZO: 10.00
SETOR : TERCEIRIZADO METODO : ELISA PREPARO : JEJUM DE 8 HORAS INTERVALO ENTRE AS MAMADAS MATERIAL: SORO VOLUME : MINIMO 2,0 mL DE SORO CONSERVAÇÃO: SOB REFRIGERAÇAÕ DE 2° E 8°C TRANSPORTE: REFRIGERADO CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO.
REJEIÇÃO: LIPEMIA , HEMÓLISE, CONTAMINAÇÃO MICROBIANA E AMOSTRAS INATIVADAS PELO CALOR

AIF - ALFA 1 ANTITRIPSINA FECAL

PRAZO: 8.00
SETOR : TERCEIRIZADO METODO : NEFERLOMETRIA PREPARO : COLETAR FEZES LAXANTE, E SEM CONSERVANTE MATERIAL : FEZES RECEPIENTE : FRASCO DE FEZES VOLUME : 5 g CONSEVAÇÃO : REFRIGERADO TRANSPORTE : REFRIGERADO REJEIÇÃO : - CONTAMINAÇÃO MICROBIANA.


AINS - INSULINA, ANTIC ANTI

PRAZO: 7.00
SETOR : TERCEIRIZADO.
METODO : ELETROQUIMIOLUMINESCÊNCIA SINONÍMIA: INSUDEX 1H PREPARO : JEJUM 8 HORAS MATERIAL: SANGUE ( SORO).
RECIPIENTE: TUBO COM GEL VOLUME : 1,5 mL.
CONSERVAÇÃO: RESFRIADA TRANSPORTE : RESFRIADO DE 2 A 8° REJEIÇÃO: CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO.


ALBUS - ALBUMINA

PRAZO: 3.00
PREPARO: JEJUM DE 8 HORAS MATERIAL: SANGUE (SORO) ECIPIENTE: TUBO SORO COM GEL VOLUME: > 0,5 mL CONSERV: ATÉ 7 DIAS REFRIGERADO DE 2 A 8° TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEIÇÃO: HEMOLISE INTENSA, CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO.


ALDO - ALDOSTERONA

PRAZO: 10.00
MÉTODO: RADIOMUNOENSAIO PREPARO: JEJUM DE 8 HORAS O PACIENTE DEVERÁ PERMANECER POR 2 HORAS EM PÉ (PARADO OU ANDANDO) REPOUSO DE 30 MINUTOS ANTES DA COLETA CONFORME RECOMENDAÇÃO MEDICA > MATERIAL : SANGUE (SORO) > RECIPIENTE : TUBO COM GEL > VOLUME : 2,0 mL > INTERFERENTES: LIPEMIA , HEMOLISE * ANTIFLAMATÓRIOS ESTEROIDAIS , ANTI-HIPERTENSIVOS, DIURÉTICOS ( LEMBRANDO QUE SOMENTE MÉDICO PODE SUSPENDER QUALQUER MEDICAMENTO ) > CONSERVAÇÃO : ATE 7 DIAS REFRIGERADO > REJEIÇÃO : LIPEMIA , HEMOLISE, CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO > APLIC.
CLÍNICA: A ALDOSTERONA É SECRETADA PELA GLÂNDULA ADRENAL.
A SUA PRODUÇÃO É REGULADA PELO SISTEMA RENINA-ANGIOTENSINA.
ELEVAÇÕES OCORREM NO HIPERALDOSTERONISMO PRIMÁRIO E SECUNDÁRIO, DIETA POBRE EM SÓDIO, GRAVIDEZ E SÍNDROME DE BARTTER.
REDUÇÕES SÃO OBSERVADAS EM ALGUNS CASOS DE HIPERPLASIA ADRENAL CONGÊNITA, DEFICIÊNCIA DE SÍNTESE, DIETA RICA EM SÓDIO, DOENÇA DE ADDISON E NO HIPOALDOSTERONISMO HIPORRENINÊMICO.
O PRINCIPAL USO CLÍNICO DA DOSAGEM DE ALDOSTERONA (SÉRICA E URINÁRIA) É O DIAGNÓSTICO DE HIPERALDOSTERONISMO PRIMÁRIO.
O SISTEMA RENINA-ANGIOTENSINA RESPONDE RAPIDAMENTE A VÁRIOS ESTÍMULOS FISIOLÓGICOS, TORNANDO UMA MEDIDA RANDÔMICA DE ALDOSTERONA, ISOLADA, DE POUCO VALOR DIAGNÓSTICO.
VANÇADAS DAS MIOPATIAS.


ALDOL - ALDOLASE

PRAZO: 5.00
> PREPARO: JEJUM HORAS > MATERIAL: SANGUE (SORO) > RECIPIENTE : TUBO COM GEL (TAMPA AMARELA) > VOLUME: > 1,0 mL > INTERFERENTES: LIPEMIA, HEMÓLISE > CONSERVAÇÃO : REFRIGERADO: 7 DIAS > REJEIÇÃO : HEMÓLISE, LIPEMIA, CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO > APLIC.
CLÍNICA: ESSA ENZIMA É UTILIZADA NA AVALIAÇÃO DOS QUADROS DE FRAQUEZA MUSCULAR.
NÍVEIS ELEVADOS SÃO ENCONTRADOS NAS FASES INICIAIS DAS DOENÇAS MUSCULARES COMO DISTROFIA MUSCULAR E DERMATOPOLIMIOSITE.
NÍVEIS ELEVADOS TAMBÉM PODEM SER ENCONTRADOS EM DOENÇAS HEPÁTICAS, NA PANCREATITE, NO INFARTO DO MIOCÁRDIO E EM NEOPLASIAS.
VALORES BAIXOS PODEM SER ENCONTRADOS NAS FASES AVANÇADAS DAS MIOPATIAS.


ALDU - ALDOSTERONA DOSAGEM URINA 24 HORAS

PRAZO: 10.00
PREPARO: * DIETA ( COM ORIENTAÇÃO MÉDICA ) NORMOSSÓDICA, HIPOSSÓDICA, HIPERSSÓDICA.
* MANTER INGESTÃO NORMAL DE LÍQUI ( AUMENTO DIMINUI A SENSIBIL DO MÉTODO) * INFORMAR SE É DIABÉTICO OU HIPERTENSO * INFORMAR VOLUME URINÁRIO, HORÁRIO INICIAL E FINAL DA COLETA .
* MANTER URINA REFRIGERADA DESDE O INÍCIO DA COLETA (DESPREZAR A PRIMEIRA URINA DA MANHÃ, MARCAR O HORÁRIO E A PARTIR DAÍ COLHER TODAS AS MICÇÕES ATÉ O MESMO HORÁRIO DO DIA SEGUINTE) * CRIANÇA ABAIXO DE 10 ANOS INFORMAR PESO E ALTURA > MATERIAL: URINA 24 HORAS COM ÁCIDO ACÉTICO 8 M.
REFRIGERADA > MÉTODO : RADIOMUNOENSAIO > RECIPIENTE: FRASCO DE POLIETILENO > VOLUME : 2 ALIQUOTAS DE 50 ML > INTERFERENTES : * PERDA DE VOLUME URINÁRIO * MEDICAMENTO: ANTI-INFLAMATÓRIOS, ESTERÓIDES, ANTI-HIPERTENSIVOS (LEMBRANDO QUE APENAS O MÉDICO PODE SUSPENDER MEDICAMENTOS) > CONSERV.
: ATE 3 DIAS REFRIGERADO E ACIDIFICADA > TRANSPORTE : REFRIGERADO > REJEIÇÃO: CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO OBSERVACAO: INFORMAR TIPO DE DIETA, VOLUME TOTAL DA URINA E MEDICAMENTO.
> APLIC.
CLINICA: A ALDOSTERONA É SECRETADA PELA GLÂNDULA ADRENAL.
SUA PRODUÇÃO É REGULADA PELO SISTEMA RENINA-ANGIOTENSINA.
ELEVAÇÕES OCORREM NO HIPERALDOS- TERONISMO PRIMÁRIO E SECUNDÁRIO, DIETA POBRE EM SÓDIO, GRAVIDEZ, SÍNDROME DE BARTTER.
REDUÇÕES SÃO OBSERVADAS EM ALGUNS CASOS DE HIPERPLASIA ADRENAL CONGÊNITA, DEFICIÊNCIA DE SÍNTESE, DIETA RICA EM SÓDIO, DOENÇA DE ADDISON E NO

ALE - ALA-U - AC DELTA AMINOLEVULINICO URINA ALEATORIA

PRAZO: 7.00
SETOR: TERCERIZADO.
NÃO MARCAR URGENCIA METODO: ESPECTROFOTOMETRIA PREPARO: - COLHER URINA, CONFORME INFORMATIVO DE COLETA DE URINA.
- NÃO DEVE SER COLHIDO NO PRIMEIRO DIA DA JORNADA SEMANAL DE TRABALHO.
- RECOMENDA-SE INICIAR A MONITORIZAÇÃO APÓS 1 MÊS DE EXPOSIÇÃO.
- O HORÁRIO DE COLETA NÃO É CRÍTICO DESDE QUE O TRABALHADOR ESTEJA EM TRABALHO CONTÍNUO SEM AFASTAMENTO MAIOR QUE 4 DIAS.
MATERIAL: URINA ALEATÓRIA + AC.
ACÉTICO QUE SERÁ COLOCADO NO SETOR DE DIST.
RECIPIENTE: FRASCO PROTEGIDO DA LUZ, FRASCO AMBAR.
VOLUME : 1 FRASCO DE 10 mL INTERFERENTES: BARBITÚRICOS, CLORDIAZEPÓXIDO, CLOROQUINA,CLORPROPAMIDA, DIAZEPAM, ERGOTAMINA, ESTRÓGENOS, ETANOL , HIDANTOINATOS, SULFAMÍDIOS.
CONSERVAÇÃO: 5 DIAS , REFRIGERADA E PROTEGIDA DA LUZ.
OBSERVAÇÃO: A URINA NÄO DEVE SER COLHIDA NA 2ª FEIRA POR CAUSA DA INTERRUPÇÄO DA EXPOSIÇÄO NO FIM DE SEMANA.
PARA EXAME ADMISSIONAL NAO É NECESSÁRIO O PERIODO DE EXPOSIÇÃO DESCRITO ACIMA.
NESTE CASO, COLHE-SE URINA ALEATÓRIA

ALFA - ALFA FETOPROTEINA

PRAZO: 6.00
SETOR: TERCERIZADO MÉTODO: QUIMIOLUMINESCÊNCIA PREPARO: JEJUM DE NO MINIMO 3 HORAS MATERIAL: SORO RECIPIENTE: TUBO SORO GEL VOLUME: 1,O mL CONSERVAÇÃO: REFRIGERADO DE 2 A 8° TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEIÇÃÓ: CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO

ALU - ALUMINIO

PRAZO: 12.00
> PREPARO : * JEJUM NÃO OBRIGATÓRIO > COLETA: O KIT É COMPOSTO POR DOIS TUBOS: TUBO Nº1: TUBO DE TRACE (ROLHA BRANCA) ISENTO DE METAIS PARA COLETA A VÁCUO; Nº2: TUBO PLÁSTICO DESMINERALIZADO PRÓPRIO PARA O TRANSPORTE DA AMOSTRA.
* COLHER O SANGUE, NO TUBO ESPECIAL Nº(1), * ESPERAR COAGULAR POR NO MÍNIMO 1:30h (UMA HORA E MEIA), * CENTRIFUGAR POR 15 MINUTOS A 3000 RPM E SEPARAR NO TUBO Nº(2) DE PLÁSTICO * NÃO DEVE UTLIZAR LUVA DE LÁTEX PARA MANIPULAÇÃO DA AMOSTRA, EVITAR CONTATO COM METAIS, VIDRO, BORRACHA, POEIRA ALGUNS TIPOS DE PLÁSTICOS, POIS OS MESMOS PODEM CONTAMINAR O MATERIAL.
> MATERIAL : SORO ( KIT ESPECIAL FORNECIDO PELA DISTRIBUIÇÃO ) > VOLUME : 5,0 mL.
> INTERF.
: MEDICAMENTOS CONTENDO ALUMÍNIO OU CONTAMINAÇÃO EXTERNA.
> CONSERV.
ATÉ 7 DIAS REFRIGERADO.
> OBSERVAÇÃO: INFORMAR SE O PACIENTE ESTÁ EM TRATAMENTO COM MEDICAMENTOS A BASE DE ALUMINIO (ANTI-ÁCIDOS).
INFORMAR SE ESTA EM TRATAMENTO COM ANTIÁCIDO À BASE DE ALUMÍNIO, SE POSSUI HISTÓRIA DE INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA, SE FAZ TRATAMENTO DE HEMODIÁLISE.
>APLIC.
CLÍNICA: O ALUMINIO É UM ELEMENTO NÃO ESSENCIAL, ENTÃO CONSIDERADO TÓXICO, PORÉM DE GRANDE APRECIAÇÃO CLÍNICA COMO ANTIÁCIDO ESTOMACAL E COMO AGENTE QUELANTE DE FOSFATO PARA PACIENTES EM TRATAMENTO DE DIÁLISE.
OS PRINCIPAIS EFEITOS TÓXICOS DO AL SÃO NO SNC E NO METABOLISMO ÓSSEO.
O MINISTÉRIO DA SAÚDE DEFINE COMO CRITÉRIO DE AVALIAÇÃO QUE O ALUMÍNIO DEVA SER MONITORADO PELO MENOS UMA VEZ AO ANO.
OS VALORES DE REFERÊNCIA PARA PACIENTES EM HEMODIÁLISE E PARA TRABALHADORES EXPOSTOS, NÃO DEVEM SER COMPARADOS, PORQUE OS COMPOSTOS DE ALUMÍNIO NÃO SÃO OS MESMOS.


ALUPDESF - ALUMÍNIO APÓS DESFERROXAMINA

PRAZO: 10.00


ALUU24H - ALUMINIO URINA 24HS

PRAZO: 20.00
SETOR: TERCERIZADO MÉTODO: ESPECTROFOTOMETRIA DE ABSORCAO ATOMICA PREPARO: COLHER TODA MICÇÃO APRTIR DA 2° DURANTE 24 HORAS, MANTER REFRIGERADO.
MATERIAL: URINA RECIPIENTE: FRASCO DE URINA 24 HORAS ESTERIL VOLUME: MINIMO DE 20 mL CONSERVAÇÃO: REFRIGERADO DE 2 A 8° TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEIÇÃÓ: CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO.


AMILA - AMILASE

PRAZO: 3.00
SETOR:.
BIOQUIMICA SINONIMIA:.
.
AMILASE MÉTODO:.
.
CINÉTICA AUTOMATIZADA PREPARO:.
.
JEJUM NÃO OBRIGATÓRIO MATERIAL:.
SANGUE (SORO) RECIPIENTE:.
TUBO COM GEL INTERFERENTE:.
HEMÓLISE INTENSA CONSERVAÇÃO:.
REFRIGERADO E CONGELADO ATÉ 6 MESES TRANSPORTE:.
.
REFRIGERADO REJEIÇÃO:HEMÓLISE VALOR DE REF.
.
.
< 90 UI/L APLICAÇÃO CLINICA: A AMILASE É UMA ENZIMA EXCRETADA PELO PÂNCREAS, SENSÍVEL NO DIAGNÓSTICO DE PANCREATITE AGUDA.
ELEVA-SE 12 HORAS APÓS O INÍCIO DA PANCREATITE E PERSISTE POR 3 A 4 DIAS.
VALORES TRÊS A CINCO VEZES ACIMA DO NÍVEL NORMAL SÃO CONSIDERADOS SIGNIFICATIVOS.
NÍVEIS ELEVADOS TAMBÉM SÃO ENCONTRADOS EM TUMORES PERIAMPULARES, CAXUMBA, ÚLCERA PÉPTICA PERFURADA, OBSTRUÇÃO E INFARTO INTESTINAL, COLECISTOPATIAS SEM PANCREATITE, CIRROSE HEPÁTICA, ANEURISMA DE AORTA, APENDICITE, TRAUMAS, QUEIMADURAS, USO DE COLINÉRGICOS, MEPERIDINA E MORFINA.
HIPERTRIGLIRICIDEMIA PODE CAUSAR RESULTADOS FALSAMENTE BAIXOS.


AMINO - CROMATOGRAFIA DE AMINOACIDOS NEONATAL

PRAZO: 12.00
SETOR:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
TERCERIZADO SINONIMIA:.
.
.
.
.
.
.
.
CROMATOGRAFIA DE CAMADA DELGADA PREPARO:.
.
.
.
.
.
.
.
.
JEJUM NAO OBRIGATORIO.
MATERIAL:.
.
.
.
.
.
.
.
.
SANGUE (PAPEL FILTRO) RECIPIENTE:.
.
.
.
.
.
KIT FORNECIDO COM PAPEL FILTRO VOLUME:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
SUFICIENTE PARA PREENCHER OS CIRCULOS.
CONSERV:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
TEMPERATURA AMBIENTE TRANSPORTE:.
.
.
TEMPERATURA AMBIENTE REJEIÇÃO:.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
PREENCHIMENTO INCOMPLETO DOS CIRCULOS OU NÃO ELUIÇÃO DO SANGUE.
(USO EXCLUSIVO DO SETOR TÉCNICO)

APLICAÇÃO CLÍNICA :O TESTE DO PEZINHO É UM EXAME LABORATORIAL SIMPLES QUE TEM O OBJETIVO DE DETECTAR PRECOCEMENTE DOENÇAS METABÓLICAS, GENÉTICAS E INFECCIOSAS, QUE PODERÃO CAUSAR LESÕES IRREVERSÍVEIS NO BEBÊ.
POR SER REALIZADO ATRAVÉS DA ANÁLISE DE AMOSTRAS DE SANGUE COLETADAS DO CALCANHAR DO RECÉM-NASCIDO, O EXAME FICOU POPULARMENTE CONHECIDO COMO TESTE DO PEZINHO.
A MAIORIA DAS DOENÇAS PESQUISADAS PODE SER TRATADA COM SUCESSO DESDE QUE IDENTIFICADAS ANTES MESMO DE MANIFESTAR SEUS SINTOMAS CLARAMENTE, PARA PAIS E MÉDICOS.
NESTE SENTIDO, TODOS OS RECÉM-NASCIDOS DEVEM SER SUBMETIDOS AO TESTE, A PARTIR DO 3º DIA DE VIDA E APÓS ESTE O MAIS BREVE POSSÍVEL, MESMO OS QUE NÃO APRESENTAM NENHUM SINTOMA CLÍNICO ANORMAL.



AMIU - AMILASE CINETICA URINA 24HS

PRAZO: 3.00
SETOR: BIOQUIMICA MÉDODO: CINÉTICA AUTOMATIZADA PREPARO: NÃO É NECESSARIO JEJUM MATERIA: - URINA 24 HORAS.
- REFRIGERAR A URINA DESDE O INÍCIO DA COLETA.
- O CLIENTE DEVE MANTER SUA ROTINA DIÁRIA.
- NÃO É NECESSÁRIO AUMENTAR A INGESTÃO DE LÍQUIDOS, EXCETO SOB ORIENTAÇÃO MÉDICA.
- INFORMAR VOLUME TOTAL COLHIDO.
- AO RECEBER O MATERIAL VERIFICAR O VOLUME URINÁRIO TOTAL: .
ATÉ 04 ANOS: QUESTIONAR VOLUME > 500 ML.
.
05 A 09 ANOS: QUESTIONAR VOLUME > 700 ML.
.
10 A 14 ANOS: QUESTIONAR VOLUME > 1000 ML.
.
MAIORES DE 15 ANOS: QUESTIONAR VOLUME > 2500 ML OU < 500 ML.
- INVESTIGAR SE O PACIENTE SEGUIU AS INSTRUÇÕES CORRETAMENTE OU SE TEM ALGUM PROBLEMA QUE CAUSE EXCESSO DE URINA, POR EXEMPLO, DIABETES.
- ATENÇÃO: SE CRIANÇA ATÉ 10 ANOS, INFORMAR PESO E ALTURA.
RECIPIENTE: FRASCO DE URINA 24 HORAS VOLUME: TOTAL DE 24 HORAS CONSERVAÇÃO: REFRIGERADA DURANTE TODO O TEMPO DE COLETA TRANSPORTE: REFRIGERADO DE 2° A 8° REJEIÇÃO: COLETA, CONSERVAÇAÕ E TRANSPORTE INADEQUADO APLICAÇÃO CLINICA: DIAGNÓSTICO DE MACROAMILASEMIA E PANCREATITES AGUDAS E CRÔNICAS.
VALORES AUMENTADOS: SEMPRE QUE HOUVER HIPERAMILASEMIA, A AMILASE URINÁRIA ESTARÁ AUMENTADA, EXCETO EM QUADROS DE INSUFICIÊNCIA RENAL E MACROAMILASEMIA.
INTERFERENTES: SANGUE NA URINA, MENSTRUAÇÃO, CONTAMINAÇÃO DA URINA, MÁ CONSERVAÇÃO DA AMOSTRA.
VER AMILASE TOTAL PARA MAIS INTERFERENTES.


AMPC - AMP CICLICO URINA DE 24 HORAS

PRAZO: 23.00
SETOR: TERCERIZADO PREPARO: MESMO PARA URINA DE 24 HORAS * INFORMAR PESO , ALTURA , VOLUME URIN.
TOTAL MATERIAL : URINA DE 24 HORAS RECIPIENTE : FRASCO ESTERIL VOLUME : 50 mL CONSERVACAO : *REFRIGERADA - 3 DIAS, CONGELADA - 3 MESES TRANSPORTE : REFRIGERADO REJEICAO : AMOSTRA INSIFICIENTE, CONSERVAÇÃO INADEQUADA

ANCA - ANCA CITOPLASMA DE NEUTROFILOS, ANTIC ANTI

PRAZO: 7.00
SETOR: TERCERIZADO METODO: IMUNOFLUORESCÊNCIA INDIRETA PREPARO: JEJUM DESEJAVEL DE 4 HORAS.
INTERVALO ENTRE MAMADAS PARA LACTENTES (BEBÊS).
SE O EXAME NÃO FOR REALIZADO NO MESMO DIA, CONGELAR A AMOSTRA.
MATERIAL: SANGUE (SORO).
RECIPIENTE: TUBO COM GEL VOLUME : 1,0 ML DE SORO.
INTERFERENTES : LIPEMIA, HEMOLISE CONSERVAÇÃO: ATÉ 5 DIAS REFRIGERADO.
TRANSPORTE: SOB-REFRIGERAÇÃO REJEIÇÃO: TRANSPORTE INADEQUADO, HEMOLISE.


ANCAC - ANCA CITOPLASMA DE NEUTROFILOS, ANTIC ANTI - C

PRAZO: 5.00
******** ATENÇÃO.
********** Sempre que o médico solicitar o exame ANTI ANCA, jogar codigo ANCA.


ANCAP - ANCA CITOPLASMA DE NEUTROFILOS, ANTIC ANTI

PRAZO: 5.00
******** ATENÇÃO.
********** Sempre que o médico solicitar o exame ANTI ANCA, jogar codigo ANCA.


ANDRO - ANDROSTENEDIONA

PRAZO: 5.00
SETOR: TERCERIZADO METODO: QUIMIOLUMINESCÊNCIA PREPARO: JEJUM DESEJÁVEL DE 4 HORAS.
SE O EXAME NÃO FOR REALIZADO NO MESMO DIA, CONGELAR A AMOSTRA.
MATERIAL: SANGUE (SORO) RECIPIENTE: TUBO COM GEL VOLUME: MINIMO 1,0 ML CONSERVACAO: REFRIGERADO DE 2 A 8°: 1 DIA E CONGELADO: 2 MESES TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEICAO: HEMÓLISE INTENSA, USO DE CORTICÓIDES, USO DE SUBSTÂNCIAS RADIOATIVAS (CONTRASTES RADIOLÓGICOS).


ANDROG - INDICE DE ANDROGENOS LIVRES

PRAZO: 5.00


ANFE - ANFETAMINA TESTE DE TRIAGEM - URINA ALEATORIA

PRAZO: 7.00
> PREPARO: NÃO É NECESSÁRIO PREPARO ESPECIAL > COLETA: COLETA ASSISTIDA; É OBRIGATÓRIO O PREENCHIMENTO COMPLETO DO FORMULÁRIO PRÓPRIO.
NO CASO DE MENOR DE IDADE, É NECESSÁRIO A ASSINATURA DO MENOR E DO RESPONSÁVEL.
> MATERIAL : URINA RECENTE (MÍNIMO 10 mL) > INSTRUÇÕES: DROGA É DETECTADA APÓS 1 A 2 DIAS DE EXPOSIÇÃO > TRANSPORTE: REFRIGERADO > CONSERVAÇÃO: DIAS REFRIGERADO (2-8º C)

ANTIESP - ANTICORPOS ANTI ESPERMATOZOIDES

PRAZO: 7.00
ENVIAR COM A MAXIMA URGENCIA AO LABORATÓRIO.
ABSTINÊNCIA DE 2 A 5 DIAS QUANDO O MATERIAL FOR ESPERMA.
PARAO O SORO JEJUM NÃO OBRIGATÓRIO OU CONFORME ORIENTAÇÃO MÉDICA.
PODE SER REALIZADO NO SORO DO MARIDO OU DA ESPOSA, OU EM AMBOS CONFORME ORIENTAÇÃO MÉDICA SETOR: TERCERIZADO MÉTODO: IMUNOFLUORESCÊNCIA INDIRETA PREPARO: ABSTINÊNCIA DE 2 A 5 DIAS MATERIAL: ESPERMA OU SORO RECIPIENTE: FRASCO ESTERIL, TUBO SORO GEL VOLUME: 2,0 mL PARA ESPERMA E 1,O mL DE SORO CONSERVAÇÃO: CONGELADO TRANSPORTE: CONGELADO REJEIÇÃÓ: CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO

APOA - APOLIPOPROTEINA A-1

PRAZO: 7.00
> PREPARO: RECOMENDAVEL JEJUM DE 8 HORAS, SUSPERNÇÃO DE QUALQUER MEDICAMENTO A BASE DE FENOBARBITAL, CARBAMAZEPINA, DIURETICOS.
FUMO E DIETA DE CARBOIDRATOS TAMBEM ALTERAM O RESULTADO DO EXAME.
> MATERIAL : SANGUE - SORO > MÉTODO: NEFELOMETRIA > RECIPIENTE: TUBO COM GEL > VOLUME : 1,0 mL SORO.
> INTERFERENTES : LIPEMIA, HEMOLISE, CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO.
> CONSERV.
: ATÉ 3 DIAS REFRIGERADO.
> TRANSPORTE : REFRIGERADO > APLIC.
CLÍNICA: A APOLIPOPROTEÍNA A-I (APO A-I) É O PRINCIPAL COMPONENTE PROTÉICO DA PARTÍCULA HDL.
PARTICIPA DA REMOÇÃO DO EXCESSO DE COLESTEROL DOS TECIDOS, SENDO RESPONSÁVEL PELA ATIVAÇÃO DA COLESTEROLACILTRANSFERASE QUE ESTERIFICA O COLESTEROL PLASMÁTICO.
DA MESMA FORMA QUE O HDL, É UM FATOR DE PROTEÇÃO CONTRA DOENÇAS CORONARIANAS E O ACIDENTE VASCULAR CEREBRAL, ESTANDO SUA CONCENTRAÇÃO BAIXA EM PACIENTES COM DOENÇA ARTERIAL CORONARIANA.


APOB - APOLIPOPROTEINA B

PRAZO: 7.00
> EXAME: TERCERIZADO > PREPARO : * JEJUM DE 8 HORAS.
> MATERIAL : SANGUE - SORO > RECIPIENTE: TUBO COM GEL > VOLUME : 1,0 mL SORO.
> INTERFERENTES : LIPEMIA , HEMÓLISE > CONSERV.
: ATE 3 DIAS REFRIGERADO > TRANSPORTE : REFRIGERADO > REJEIÇÃO: CONSERVAÇÃO E TRANSPORTE INADEQUADO

AQUA4IGG - AQUAPORINA 4, ANTICORPOS IGG

PRAZO: 15.00


ARS - ARSENICO

PRAZO: 17.00
SETOR:TERCERIZADO METODO:ESPECTROFOTOMETRIA DE ABSORCAO ATOMICA (GERADOR DE HIDRETOS) PREPARO:DIETA: DURANTE 3 DIAS QUE ANTECEDEM O EXAME NÃO COMER FRUTOS DO MAR,NÃO COLHER EM LOCAL DE TRABALHO, LAVAR O LOCAL ANTES DA COLETA.
MATERIAL:SANGUE TOTAL RECEPIENTE: 2 TUDOS HEPARINA VOLUME:10,0 mL.
CONSERVAÇAO:ATÉ 15 DIAS REFRIGERADO ENTRE 2º E 8º C.
TRANSPORTE:REFRIGERADO REJEIÇAO:CONSERVAÇAO E TRANSPORTE INADEQUADO

ARSU - ARSENICO URINARIO

PRAZO: 16.00
> EXAME TERCERIZADO > PREPARO: * ESPECIFICAR SE E URINA INÍCIO OU FINAL JORNADA DE TRABALHO * NÃO COMER FRUTOS DO MAR OS 3 DIAS QUE SE ANTECEDEM AO EXAME * NÃO COLHER EM LOCAL DE TRABALHO * RETIRAR UNIFORME, LAVAR MÃO E GENITÁLIA ANTES DE COLHER.
* RECOMENDA-SE COLHER O MATERIAL NO INICIO DA ÚLTIMA JORNADA SEMANAL DE TRABALHO > MATERIAL: URINA RECENTE: 1 FRASCO DE 50mL JATO MÉDIO FINAL JORNADA DE TRABALHO > MÉTODO: ESPECTROFOTOMETRIA DE ABSORCAO ATOMICA (GERADOR DE HIDRETOS > INTERFERENTES : ALIMENTOS MARINHOS > CONSERVAÇÃO: ATE 6 DIAS REFRIGERADO >TRANSPORTE: REFRIGERADO

ASCA - ANTI - SACCHAROMYCES CEREVISIAE (IGA E IGG)

PRAZO: 2.00


ATB - ANTIBIOGRAMA

PRAZO: 7.00
Vide cultura.


ATBM - ANTIBIOGRAMA AUTOMATIZADO

PRAZO: 7.00


ATPLA - ATIVADOR TISSULAR DO PLASMINOGENIO

PRAZO: 50.00
Jejum obrigatório de 8 horas

ATROM - ANTI TROMBINA III

PRAZO: 7.00
> PREPARO: * RECOMENDADO JEJUM DE 8 HORAS.
NÃO USAR GARROTE OU FAZER PRESSÃO LEVE, NÃO COLHER O TUBO DE CITRATO PRIMEIRO, CENTRIFUGAR IMEDIATO APÓS COLETA POR 15 MINUTOS, SEPARAR PLASMAE CONGELAR IMEDIATAMENTE.
É DESEJÁVEL QUE NÃO USE ANTICOAGULANTE ORAL 2 SEMANAS OU HEPARINA 48h ANTECEDENTE À COLETA (SO MÉDICO PODE SUSPENDER MEDICAMENTO) > MATERIAL : SANGUE (PLASMA EM CITRATO) > RECIPIENTE: CITRATO (TAMPA AZUL) > VOLUME : 4,0 mL DE PLASMA > CONSERVACAO: ATE 14 DIAS CONGELADO > TRANSPORTE : CONGELADO > INTERF.
: USO DE ANTICOAGULANTES TIPO HEPARINA.
COAGULAÇÃO INTRAVASCULAR DISSEMINADA.
INSUFICIÊNCIA HEPÁTICA.
RECEM-NASCIDOS E IDADE < 1 ANO.
USO DE ALGUMAS QUIMIOTERAPIAS.
INSUFICIÊNCIA RESPIRATÓRIA AGUDA.
PRESENÇA DE ANTICOAGULANTE LÚPICO.
> REJEIÇÃO : AMOSTRAS DESCONGELADAS E HEMOLISADAS

AUU - ACIDO URICO URINA 24 HORAS

PRAZO: 3.00
SETOR:BIOQUIMICA METODO: ENZIMATICO COLORIMETRICO PREPARO: JEJUM NÃO OBRIGATORIO MATERIAL: URINA DE 24 HORAS RECIPIENTE: FRASCO DE URINA DE 24 HORAS VOLUME: TODO VOLUMES DE TODAS AS MICÇÕES NO PERIODO DE 24 HORAS CONSERVACAO: BICARBONATO DE SODIO 5G POR LITRO DE URINA E MANTER SOB REFRIGERAÇÃO TRANSPORTE: REFRIGERADO REJEICAO: NÃO CONTER CONSERVATE E NÃO ESTAR REFRIGERADA APLICAÇÃO CLINICA: DIAGNÓSTICO DA URICOSÚRIA, PRINCIPALMENTE EM CASOS DE LITÍASE RENAL DE REPETIÇÃO POR URATOS; IDENTIFICAÇÃO DE PACIENTES COM RISCO DE FORMAÇÃO DE CÁLCULOS E DEFEITOS GENÉTICOS.
VALORES AUMENTADOS: DIETAS RICAS EM PURINAS (NEM SEMPRE ACOMPANHADO DE HIPERURICEMIA).
VALORES DIMINUÍDOS: INSUFICIÊNCIA RENAL CRÔNICA OU AGUDA.
INTERFERENTES: VER ÁCIDO ÚRICO.